Reportagem de hoje só confirma o que todos sabemos: o Brasileirão de 2005 foi roubado a favor do Corinthians, contra o Internacional. Nem gremistas discordam da palhaçada que foi a anulação de 11 jogos pelo STJD e seu ex-nefasto presidente Luiz Zveiter. Pela primeira vez na história do futebol, jogos foram anulados sem que nenhuma prova tivesse sido encontrada de quaisquer manipulação.

O absurdo da coisa chegou a tal ponto que no jogo Juventude x Fluminense, o juiz Edílson confirma em telefonema que havia sido pago para beneficiar o Flu e nem assim o time carioca ganhou. Aí no jogo remarcado, o Flu venceu! Ou seja, o jogo anulado acabou concretizando o que o suborno havia determinado.

Coincidentemente, o beneficiado foi o Corinthians, de Dualib, do misterioso Kia (o homem de 5 nomes diferentes) e do mafioso russo Boris Berezovsky. Duas derrotas se tornaram 4 pontos após a remarcação dos jogos. E ainda jogos %22suspeitos%22 como as vitórias do primeiro turno sobre Cruzeiro e Paysandu, o escandaloso jogo em Belém no returno contra o mesmo Paysandu e ainda o jogo do Pacaembu, do pênalti do Tinga.

Você se lembra? Se esqueceu, veja e lembre do que Márcio Rezende de Freitas fez:

Postado por Alexandre Perin