O time-base do Grêmio em 2007 no primeiro semestre foi diferente do segundo. No final de janeiro, já atuando pelo Gauchão e com Carlos Eduardo e Lucas voltando do Sul-Americano Sub-20, o time tricolor estava forte.

Para a Libertadores, foram contratados Diego Souza, Gavilán, Tuta, Lúcio, Schiavi e Saja, como titulares. Carlos Eduardo se afirmou como destaque do time, e o veterano Schiavi acabou barrado pelo jovem Teco, que hoje se recupera da segunda lesão grave seguida no joelho esquerdo.

O Grêmio ganhou com sobras o Gauchão do ano passado, chegando a ganhar sete jogos consecutivos. Com o Inter fazendo fiasco e não passando da primeira fase, o título veio em uma goleada sobre o Juventude.

Destes jogadores, Diego Souza, Saja, Gavilán, Tcheco, Tuta e Schiavi saíram, enquanto Lucas, Carlos Eduardo e Lúcio foram vendidos. Quem veio: Hidalgo, Eduardo Costa, Paulo Sérgio, Peter, Júnior, o colombiano Perea e a nova estrela, o meia-esquerda Roger. Mais um meia e outro zagueiro serão contratados, provavelmente do exterior.

O time-base do primeiro semestre de 2007 foi: Saja, Patrício, William, Teco e Lúcio; Gavilán, Lucas, Diego Souza e Tcheco; Carlos Eduardo e Tuta.

Hoje o time projetado para o Grêmio em 2008 é: Marcelo Grohe, Felipe, Léo, Thiego e Hidalgo; Eduardo Costa, Júnior, William Magrão e Roger; Reinaldo e Perea. O técnico é novo, Vágner Mancini, após um ciclo de dois anos e meio com Mano Menezes.

Meu placar é 2008 4×7 2007. Acredito que este ano o time tem 4 melhores (Felipe, Eduardo Costa, Roger e Perea) e 7 piores (Marcelo Grohe, Léo, Thiego, Hidalgo, Júnior, William Magrão e Reinaldo)

Acho que o Grêmio começa um novo ciclo, buscando soluções em suas categorias de base (aonde os garotos Felipe, Wágner, Jhonatan e Itaqui são as maiores esperanças), no jovem Perea ou ainda no ressurgimento de  Roger.

Amanhã, o Internacional

Postado por Alexandre Perin