Internacional e Grêmio fizeram uma ótima participação na atual Copa SP de Juniores. Com as ótimas campanhas e o belo futebol apresentado, muitos chegaram a sonhar com uma final gaúcha em Gre-Nal.

O Inter, em um jogo heróico, superou o Santos e joga nesta terça-feira a semifinal contra o Rio Branco-SP. Nomes como o meia Tales, o centroavante Válter (o %22Da Silva%22) e o volante Sandro são os principais nomes do time, assim como o também volante Paulinho e os atacantes Éderson e Vágner.

Já o Grêmio lutou muito, mas acabou sendo derrotado pelo São Paulo por 2×0 neste domingo e deu adeus à competição. Porém o Tricolor gaúcho, de ótimos jogos no torneio, revelou destaques como o meia Maylson, o volante Rafael Carioca e o atacante Jhonatan, que devem jogar ainda este ano no time principal. Os dois primeiros, inclusive, já foram promovidos ao elenco principal pelo técnico Vágner Mancini.

E na história? O Grêmio nunca foi campeão da Copa São Paulo. Sua melhor campanha foi em 1991, quando chegou na decisão contra a Portuguesa-SP. Porém deu muito azar: além de pegar a melhor campanha de todos os tempos (9 vitórias, 32 gols marcados), com Tico e Sinval de coadjuvantes do craque Dener. O resultado foi uma goleada de 4×0 na final…

Curiosamente a estrela da Lusa depois brilharia no próprio Grêmio (ganhando seu único título profissional, o Gauchão de 1993), antes de morrer prematuramente no início de 1994 em um acidente automobilístico. Além deste ano, o Tricolor foi semifinalista em 1983 e chegou às quartas-de-final em 2006. O Juventude chegou às quartas-de-final em 1994, perdendo para o futuro campeão Guarani, que tinha Luizão e Amoroso como destaques.

O Internacional tem mais tradição na Copinha. O Colorado detém quatro títulos na competição: 1974, 1978, 1980 e 1998, só ficando atrás de Corinthians (seis) e Fluminense (cinco). Neste último título, brilhavam jogadores como Diogo Rincón e Lúcio, além dos hoje rodados Claiton, Juca e Fábio Pinto) na vitória nos pênaltis por 5×4 contra a Ponte Preta de Luís Fabiano.

Em 1974, o Colorado também bateu a Ponte Preta, enquanto em 1978 superou o Corinthians, enquanto em 1980 bateu o Atlético-MG. O Inter ainda foi vice-campeão em 1972 (perdeu para o Nacional-SP a decisão). E semifinalista nos seguintes anos: 1981, 1985, 1989, 1990 e 1994.

Amanhã, um post sobre as outras competições de categorias de base no Brasil.

Postado por Alexandre Perin