A dupla Gre-Nal descobriu há alguns anos que o %22Mapa da Mina%22 ou a %22Galinha dos Ovos de Ouro%22 para sair do atoleiro financeiro de décadas de incompetência só sairá das categorias de base.

Os dois principais times do Rio Grande do Sul se tornaram referências, ao lado de São Paulo e Cruzeiro, na formação de atletas. O Atlético-PR é pioneiro neste trabalho especial com jovens e lançou a maioria das idéias no futebol brasileiro, mas nos últimos anos tem mais em quantidade do que em qualidade. Já o Fluminense é o clube carioca melhor estruturado, com seu centro de treinamento modelo em Xerém. O resultado veio em nomes como Arouca, Marcelo,  

Muito atrasado e ainda sem frutos de um trabalho organizado, o Atlético-MG finalmente preparou seu CT em Belo Horizonte, assim como o Santos e o organizadíssimo Figueirense, que possui uma infra-estrutura muito superior a todos os demais times na Região Sul. Goiás, Paraná e Vitória seguem seu trabalho de garimpagem de talentos em suas respectivas regiões.

O Internacional percebeu antes este caminho, que começou a gerar frutos nas milionárias vendas de Lúcio e Fábio Rochemback. Depois se seguiram dezenas de títulos de torneios importantes no Brasil e no exterior e, mais do que isto, a revelação de quase uma dezena de grandes jogadores: Daniel Carvalho, Nilmar, Rafael Sobis, Alexandre Pato já brilharam ou ainda curtem o sucesso na Europa. No time atual, o goleiro Renan, o volante Edinho e o zagueiro Sidnei são os destaques, mas promessas como Tales, Guto, Sandro, Válter, Paulinho, Lucas Roggia e Felipe só aguardam a vez de brilhar.

Mais atrasado depois da demolição da estrutura de base feita pelo nefasto presidente José Alberto Guerreiro, o Grêmio demorou mas hoje é um clube organizado. Especial foi o trabalho implantado por Rodrigo Caetano, ex-meia talentoso do Brasil de Farroupilha e que se mostra ainda mais competente administrando futebol.

Com o apoio gerencial do presidente Paulo Odone, rapidamente, o Tricolor lançou Anderson, Lucas, Cássio e Carlos Eduardo para o estrelato europeu!. Conseguiu muito dinheiro, enquanto garotos como Wágner, Héverton e Felipe Mattione começam a galgar espaços no grupo de cima. 

Postado por Alexandre Perin