Tenho lido nas últimas semanas uma quantidade enorme de equívocos sobre informações a respeito do BID, de contratações, etc. Alguns conseguem a proeza de informar que o Fábio Rochemback chega ao Grêmio depois do carnaval.

Só esqueceram de combinar isto com a UEFA e a FIFA… Se eu estiver errado, venho aqui e assumo meu erro sem problema algum. Mas desafio que alguém mostre um jogador que foi contratado na Inglaterra, Espanha, Alemanha, Portugal, Holanda e Itália nos períodos citados abaixo.

Vamos aos fatos:

  • Transferências nacionais são de responsabilidade da CBF e internacionais seguem as regras da FIFA.
  • Existem duas janelas regulamentadas pela FIFA para transferências internacionais: uma longa e outra curta. Cada Federação Nacional escolhe qual vai cumprir.
  • A janela de transferência é considerada sempre no sentido de quem contrata. Por exemplo, o período da janela discutido entre uma compra de jogador brasileiro para a Europa Ocidental é o referente ao país comprador envolvido. E vice-versa.
  • Um mesmo jogador não pode fazer duas transferências internacionais para três times diferentes em um ano (a não ser que sejam em temporadas com início e fim diferentes, do tipo Brasil e Europa).
  • Jogadores dos grandes centros europeus NÃO PODEM se transferir do futebol brasileiro entre 1° de fevereiro e 31 de maio; e depois entre 1° de setembro e 31 de dezembro.
  • Jogadores com passe livre podem ser inscritos fora da janela, respeitando apenas os períodos de inscrição nos campeonatos nacionais.
  • Os sul-americanos, os clubes do leste europeu e os asiáticos preferem a janela de verão entre 1° de janeiro e final de março, e a de inverno no mês de agosto.
  • Já os times do oeste europeu (no qual se incluem Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha, Portugal, etc), preferem a janela de verão entre 1° de junho e 31 de agosto, com a de inverno em janeiro.

Assim encerra-se a discussão sobre alguns assuntos muito discutidos nos últimos tempos no RS:

    • A burrice da diretoria colorada em ‘pedir autorização’ para inscrever o Christian, que só havia feito transferências no futebol doméstico (Juventude, Corinthians e Internacional) em menos de doze meses.
    • E que o Fábio Rochemback NÃO vai chegar ao Grêmio depois do Carnaval. Para mim, é despiste da diretoria tricolor. Se o Fábio entrar em campo amanhã, a discussão termina de fato pois ele não poderia jogar no Middlesbrough e no Grêmio no período entre as janelas.
    • Se o meia paraguaio Julio dos Santos chegar (acho improvável) foi porque foi contratado ainda na quinta-feira e só anunciado agora, e o Grêmio já tem os documentos. Como ele não jogou no Almería até agora, não seria nada especial ele ficar fora do jogo contra o Real Madrid. Nos sites espanhóis, nada aparece.

getattachment-aspx4

CONFIRA ABAIXO O TEXTO ORIGINAL:

Article 6 Registration periods
1. Players may only be registered during one of the two annual registration periods fixed by the relevant association. As an exception to this rule, a professional whose contract has expired prior to the end of a registration period may be registered outside that registration period. Associations are authorised to register such professionals provided due consideration is given to the sporting integrity of the relevant.

The first registration period shall begin after the completion of the season and shall normally end before the new season starts. This period may not exceed twelve weeks. The second registration period shall normally occur in the middle of the season and may not exceed four weeks. The two registration periods for the season shall be communicated to FIFA at least 12 months before they come into force. FIFA shall determine the dates for any association that fails to communicate them on time.

Para fechar, as transferências na Espanha e do Middlesbrough durante a janela de inverno nos portais internacionais AS.COM e Sky Sports.

EDITADO: Acabei de ler que o Grêmio fechou a contratação do Júlio dos Santos na quinta-feira, dia 31 de janeiro: durante a janela. Ele veio do Bayern de Munique, e só não anunciou oficialmente porque o jogador tem que fazer os exames médicos de praxe.

Palavras do Paulo Pelaipe, vice-presidente de futebol do Grêmio: “Mas com o fechamento da janela internacional no dia 31 de janeiro, persistimos na nossa convicção e no interesse no atleta, e conseguimos no fim da manhã um fax do presidente do clube alemão autorizando que finalizasse as negociações com o Grêmio…Já existe um acordo, a documentação do Bayern está com o Rodrigo Caetano...

Ou seja, eu estava totalmente correto na minha interpretação, ao contrário do que alguns leitores falaram… A data de publicação no BID não possui qualquer relação com o assunto. O meia gremista Roger, por exemplo, só foi publicado no BID na última quinta-feira, e há mais de uma semana ele está no Olímpico.

As regras são bastante claras e inflexíveis. Fora destes prazos, transferências internacionais somente em atletas com passe livre.

Desafio a alguém mostrar uma contratação brasileira (ou mesmo argentina) no período após 31 de janeiro envolvendo jogadores que vieram dos seguintes países: Portugal, Holanda, Alemanha, Espanha, França, Inglaterra, Escócia e Itália. Não considerar “passe livre”.

Japão, Leste Europeu (que joga em outro período por causa do frio extremo) e Oriente Médio não usam o mesmo calendário.

Pago um café para quem conseguir.

VEJA TAMBÉM TUDO QUE SAIU NO ALMANAQUE SOBRE JANELA DE TRANSFERÊNCIAS