Quase dois meses atrás, fiz um post sobre o goleiro Victor, que começava a brilhar intensamente no Campeonato Brasileiro. O arqueiro do Grêmio é, sem a menor sombra de dúvida, um dos grandes destaques excepcional campanha do time no Campeonato Brasileiro, sobretudo com relação à eficiência defensiva. Com apenas 12 gols sofridos em 19 jogos, o goleiro tricolor é disparado o melhor jogador da posição.

Para muitos, é o grande destaque individual do Campeonato Brasileiro deste ano (e para mim também). Desde a soberba fase de Danrlei, em 2000, o Grêmio não tinha um goleiro jogando tão bem quanto Victor. E pensar que ele veio, sob extrema desconfiança de todos, por uma ninharia do Paulista. Mas que nada…

Das “dez maiores defesas do Brasileirão 2008″, pelo menos umas cinco devem ser do Victor. A maior de todas, aquela com o pé em cima da linha contra o Santos, simplesmente não existe. Outras que considero fenomenais são as contra a Portuguesa e contra o Vitória, quando salvou o Grêmio de ficar atrás no marcador.

Em quase todos os jogos recentes, Victor fez pelo menos uma defesa monumental. Contra o Atlético-MG no domingo, com o jogo já garantido em 3×0, operou mais um de seus “milagres”.

Não via um goleiro ser tão decisivo desde Dida em 1999. E antes dele? Só Taffarel em 1987, que ganhou a Bola de Ouro naquele Brasileiro (prêmio tradicional concedido pela revista Placar).

Ah, a propósito, adivinhem quem é o primeiro neste mesmo prêmio? Victor, é claro. Bem na frente de todos. Então, mais lances do melhor goleiro do Brasil em 2008:
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=momY9aKCx1g&w=425&h=344]