A goleada de 4×1 simplesmente foi a maior do Internacional na história do Beira-Rio em um clássico Gre-Nal. O Grêmio nunca tinha tomado quatro gols no estádio inaugurado em 1969.

O Colorado, que chegou a ficar quase 40 anos sem golear o rival, entre 1954 e 1994, quando times reservas se enfrentaram na última rodada do Campeonato Gaúcho daquele ano e o Inter venceu por 4×1. Desde então, o Colorado fez outra goleada, o histórico 5×2 em pleno Olímpico em 1997.

Porém os números colorados no Beira-Rio são bem mais modestos. Desde 1969 jogando neste estádio, o Colorado jamais havia vencido por 4 gols de diferença, sequer enfiado 4 gols no Tricolor. Antes, o Inter somente vencera por 3×1: em 1976 pelo Campeonato Brasileiro, e em 1982 nas finais do Gauchão (o célebre Gre-Nal dos três gols de Geraldão).

Curioso é que nem nos Eucaliptos as goleadas eram generosas para o Colorado. No lendário estádio da Rua Silveiro, as maiores goleadas foram de “somente 5×1”, em 1952 e 1943. A maior goleada da história com o Internacional como mandante foi há longínquos 92 anos, um 6×1 na Chácara dos Eucaliptos (é outro estádio, não confundam!) no qual o ponteiro Vares fez os seis gols!

Parece um absurdo achar que 5×1 não é goleada, mas naquela época os gols eram bem mais comuns. Tempos que viram surras de 7×0, 6×0, 6×1, 7×3, 6×2 em favor do Rolo Compressor colorado daqueles tempos.

Só que estas goleadas foram todas nos estádios gremistas da Baixada e do Olímpico, no campo da Timbaúva (do Força e Luz) e em amistosos no Interior (no estádio da Montanha, em Bento Gonçalves).

Além disto, foi a primeira vitória colorada no Beira-Rio desde 15 de setembro de 2004, um 2×0 pela Sul-Americana com gols de Fernandão e Chiquinho. Desde então, o Internacional ficou sem vencer em casa por quatro jogos:

– Gauchão 2006 – 1×1 – Grêmio campeão estadual

– Brasileirão 2006 – 0x0 – Inter com reservas, incêndio nos banheiros químicos

– Brasileirão 2007 – 0x2 – Grêmio supera trauma da final da Libertadores e vence fora

– Sul-Americana 2008 – 1×1 – Grêmio com reservas arranca empate fora