Beira-Rio tem sido fortaleza colorada em 2007 e 2008

Se como visitante, o Internacional está muito mal nas últimas duas temporadas (como podem ver no meu post: “Inter segue rotina de fiascos como visitante“), ele vai muito bem em jogos no Beira-Rio na temporada 2008 do Campeonato Brasileiro.

Até o momento são 11 vitórias como mandante, 3 empates (Sport, Figueirense e Flamengo)  e somente uma derrota (Santos), contabilizando 80% de aproveitamento.

Ao lado do rival Grêmio, o Internacional é um dos times que menos tomou gols em casa: 8 gols. Faltam jogos contra Náutico, Ipatinga, Fluminense e Cruzeiro, e a tendência é o aproveitamento melhorar ainda mais.

Na temporada inteira são 22 vitórias, 5 empates e apenas 2 derrotas (além do jogo citado contra o Santos pelo Brasileiro, um 1×0 para o Juventude na primeira fase do Gauchão). Foram marcados 58 gols no Beira-Rio e sofridos somente 15. Desde os anos 70 o Inter não tinha um aproveitamento tão bom em seus domínios, especiamente no Campeonato Nacional.

A melhor campanha como mandante nos últimos tempos foi há 11 anos, em 1997. Na ocasião treinado por Celso Roth, o time que tinha como principais destaques o goleiro André, o centroavante Christian e o ponteiro Fabiano terminou o Brasileiro em terceiro lugar.

No Beira-Rio, o Colorado venceu 12 dos 15 jogos que disputou, empatando 1 (Atlético-MG) e perdendo somente 2 (Juventude e Palmeiras), totalizando 82% de aproveitamento.

Mesmo em 2005 e 2006, quando foi vice-campeão brasileiro, o Colorado sofreu várias derrotas em casa. Algumas delas vexatórias, como 4×1 para o Goiás em 2006 e 4×1 para o Fluminense ano passado. 

A gestão Vittorio Piffero, tão criticada pelos resultados como visitante, se mostra muito superior aos números da “Era Carvalho”. Entre 2007 e 2008, o Inter teve 72% de aproveitamento contra 68% nos cinco anos anteriores.


Se o Inter bater Náutico, Ipatinga, Fluminense e Cruzeiro, o Colorado terminará o ano com impressionantes 85% de aproveitamento. São dados inferiores somente ao ano de 1976, quando foram 11 vitórias e somente UMA derrota em 12 jogos no Beira-Rio, totalizando absurdos 91% de aproveitamento.

Confiram os números abaixo da “era pontos-corridos” do Brasileirão:

2003: 23J, 13V, 7E, 3D – 70%
2004: 23J, 15V, 4E, 4D – 71%
2005: 21J, 14V, 3E, 4D – 71%

2006: 19J, 10V, 6E, 3D – 63%
2007: 19J, 12V, 2E, 5D – 67%
2008: 15J, 11V, 3E, 1D – 80%

E agora, por

Postado por Perin, direto do Instituto Perin de Estatísticas..