Para mim, hoje o Barcelona é disparado o melhor time do mundo. Tem um futebol vistoso, competitivo, bem organizado taticamente e ainda está sendo referendado pelos números na temporada 2008/09.

Após 19 rodadas, com incríveis 50 pontos em 19 jogos (16 vitórias, dois empates e uma mísera derrota), o time treinado pelo novato técnico Josep Guardiola detém a melhor campanha desde 1994, quando passou a adotar três pontos por vitória.

Nem parece o decadente clube da temporada passada, envolvido em confusões diárias com Ronaldinho Gaúcho e Samuel Eto`o. O time-base do Barcelona de “Pep Guardiola”, uma lenda no Camp Nou, tem sido: Valdes; Daniel Alves, Puyol, Rafa Márquez (Piqué) e Abidal; Touré, Xavi e Iniesta (Keita); Messi, Eto`o e Henry.

A única derrota foi na primeira rodada, 1×0 para o Numancia, seguido por um 1×1 com o Racing Santander. Nas 17 rodadas seguintes foram 16 vitórias e 1 empate. Goleadas expressivas sobre o Sporting Gijón (6×1 fora), Atlético de Madrid (6×1), Basel (5×0 fora), Almería (5×0), Valladolid (5×0), Sporting (5×2 fora), Sevilla (3×0 fora), Valencia (4×0) e Deportivo (5×0 no último sábado) deixam claro o potencial do time que tem jogadores da estirpe de Thierry Henry, Samuel Eto`o, Xavi e Lionel Messi, o melhor talento individual do mundo hoje.

Comandado por um futebol simplesmente monumental de Messi, o Barça vem patrolando na Liga dos Campeões (aqui favorecido pelos medianos Sporting Lisboa e fracos Basel e Shaktar Donetsk) e na Liga Espanhola. Isto além de arrasar o bom time do Atlético de Madrid nas quartas-de-final da Copa do Rei (com direito a aplausos de pé da torcida adversária para Messi, que fez três gols em pleno estádio Mestalla).

A defesa ainda não é nenhuma solidez absoluta, mas já possui um bom padrão tático, sendo a melhor da competição com 13 gols sofridos. Não está no nível da formidável defensiva do Manchester United (atual campeão europeu e mundial) e Juventus (que levaram poucos gols nos nacionais e mantiveram o nível na Liga dos Campeões), mas já não é a peneira dos últimos meses de Frank Rikjaard.

Mas, como é tradicional nos clubes espanhóis, é o ataque que chama a atenção: incríveis 59 gols marcados, mais de três gols por jogo. Messi já fez 21 gols (doze na Liga, cinco na Liga dos Campeões e outros quatro na Copa do Rei), enquanto Eto`o tem 18 no Espanhol e  um na Liga, e Henry já está com 11 no Espanhol e um na Liga dos Campeões. O brasileiro Daniel Alves tem gastado a bola na lateral-direita, enquanto o talentoso Xavi é o armador da maioria das jogadas do time catalão.

Na próxima fase da Liga dos Campeões, o time espanhol pega o decadente Lyon, e é o favorito para passar de fase. Com as potências se enfrentando(Internazionale vs. Manchester United; Real Madrid vs. Liverpool; Chelsea vs. Juventus), o Barça tem tudo para se tornar o principal candidato ao título europeu, que seria o terceiro após as conquistas de 1992 e 2006.