O Grêmio jamais ficou tantos jogos sem perder em uma Libertadores. Em sua 12º participação, o Tricolor reúne um retrospecto invejável na temporada 2009 da principal competição sul-americana.

São oito jogos de invencibilidade no torneio com sete vitórias e um único empate, um 0x0 na estréia contra a Universidad do Chile em casa.

Fora do Olímpico, o retrospecto é ainda mais impressionante: quatro vitórias em quatro jogos contra Boyacá Chicó-COL (1×0), Aurora-BOL (2×1), Universidad do Chile-CHI (2×0) e Universitário San Martín-PER (3×1). São oito gols a favor e dois contra.

Porém vale ressaltar o belo retrospecto do Caracas, terceiro time venezuelano a chegar nas quartas-de-final da Libertadores: quatro vitórias em quatro jogos como mandante.

Ele bateu o Lanús-ARG por 3×1, o Chivas Guadalajara-MÉX por 2×0 e o Everton-CHI por 1×0, antes de golear o Deportivo Cuenca-EQU por 4×0. Fora de casa, o time venezuelano não assusta: levou 1×0 do Everton, do Chivas e empatou em 1×1 com o já eliminado Lanús. Isto antes de perder por 2×1 para o Deportivo Cuenca nas oitavas-de-final.

A maior sequência invicta do Grêmio em 12 participações na Libertadores foi em 1995/96, sete jogos entre o 5×1 do Palmeiras nas quartas-de-final de 1995 até uma derrota de 1×0 para o Corinthians nas quartas-de-final de 96. Confiram:

LIBERTADORES 1995/96
Palmeiras 5×1 Grêmio – início da série
Emelec-EQU 0x0 Grêmio
Grêmio 2×0 Emelec-EQU
Grêmio 3×1 Nacional-COL
Nacional-COL 1×1 Grêmio – CAMPEÃO
Botafogo 1×1 Grêmio
Grêmio 2×0 Botafogo
Corinthians 0x3 Grêmio

Grêmio 0x1 Corinthians – fim da série

Postado por Perin, com dados do I.P.E.