Mais um brasileiro naturalizado e que pode disputar uma Copa do Mundo. Este é conhecido dos colorados, e de má lembrança no Beira-Rio: Gökçek Vederson. Quem?

Em mais um dos infinitos times ruins colorados dos anos 90/2000, o lateral-esquerdo entregue para o técnico Carlos Alberto Parreira na metade de 2001 era Wéderson, proveniente do Americano-RJ.

Muito jovem, ele tinha um razoável cruzamento e um fortíssimo chute, especialmente em cobranças de falta, fazendo dois gols no empate em 4×4 contra o Atlético-PR.

Mas com a bola nos pés, não jogava nada. Ele seria o reserva do grande investimento da “Era Fernando Miranda“, o chileno Éros Pérez que foi contratado por empréstimo por uma fortuna e não jogou nada, além de viver machucado.

Pois bem, no ano seguinte ele já tinha tomado seu rumo e sumido do futebol brasileiro. Perambulou por Vasco, Americano, Juventude e interior de São Paulo até ir para um time pequeno da Turquia, o Ankaraspor.

Foi bem e contratado no início de 2007 pelo poderoso Fenerbahçe, time de maior torcida no país e então treinado por Zico. Eu bem feliz vendo um jogo da Liga dos Campeões da Europa e quem é que entra em campo, jogando de lateral-direito?

Sim, ele mesmo: Wéderson. Mas agora já sendo chamado de Gökçek Vederson, reserva imediato do veterano brasileiro Roberto Carlos e eventualmente jogando na direita. Participou da ótima campanha do Fenerbahçe em 2008, quando só caiu nas quartas-de-final da Liga dos Campeões em jogos dramáticos contra o Chelsea.

Gökçek Vederson, o antigo Wéderson, conseguiu cidadania turca há poucos meses e quer ser convocado para a Seleção da Turquia, semifinalista da Copa de 2002.

Nada muito estranho por lá, já que um volante brasileiro chamado Marco Aurélio hoje adota o nome de Mehmet Aurélio e é presença regular no selecionado turco.

Ele ainda tem planos de jogar mais um tempo na Europa antes de voltar ao Brasil e encerrar a carreira…

Postado por Perin, que achava o Wéderson muito ruim