Bieler comemora gol que aumentou crise do Inter em junho/Neco Varella, EFE

Seis jogos sem vitória, três derrotas seguidas e míseros 11% de aproveitamento. Este é o retrospecto do Internacional em junho, o pior em muito tempo do time da Beira-Rio. A crise técnica se completou no 1×0 para a LDU ontem, resultado que acabou com uma histórica invencibilidade de 16 anos sem perder para estrangeiros no Beira-Rio.

A derrota na final da Recopa Sul-Americana (jogo de ida), foi a terceira consecutiva. Antes, o Colorado havia levado 4×0 do Flamengo pelo Brasileirão e 2×0 para o Corinthians na final da Copa do Brasil. Foi também a primeira derrota em Porto Alegre desde novembro, quando o time reserva levou 2×0 do Fluminense pelo Brasileiro. O time titular não perdia desde agosto, quando levou 1×0 do Santos.

Os únicos resultados que podem ser considerados satisfatórios neste mês foram o empate em 1×1 para o Cruzeiro no Mineirão e a derrota de 1×0 para o Coritiba na Copa do Brasil, resultado que igualmente classificou o Inter para a decisão da competição. No ano do Centenário vermelho, os dados contrastam com os 100% de aproveitamento em abril e 91% em março e maio, desempenhos espetaculares.

Mesmo com o retrospecto ruim neste mês, o do ano ainda é excelente: 29 vitórias em 40 jogos, 77% de aproveitamento. O time ainda está na final da Copa do Brasil, é vice-líder do Brasileirão e já ganhou o Campeonato Gaúcho, de maneira invicta e com direito a 8×1 (de novo) na final do estadual, contra o Caxias no Beira-Rio.

Confiram os números:

Junho – 11% de aproveitamento
Maio – 91% de aproveitamento
Abril – 100% de aproveitamento
Março – 91% de aproveitamento

Fevereiro – 79% de aproveitamento
Janeiro – 77% de aproveitamento

Aproveitamento geral em 2009: 77% de aproveitamento, com 29 vitórias, 6 empates e 5 derrotas em 40 jogos. 93 gols marcados, 28 gols sofridos.

Postado por Perin, com dados do I.P.E.