O Internacional tem se mantido fiel à filosofia de formar e vender jogadores para futuros investimentos no próprio time, tese defendida há muitos anos pela diretoria de Fernando Carvalho e agora Vittorio Piffero.

Um estudo do espetacular site (sítio, como se diz na terrinha) português Futebol Finance comprova esta informação. De acordo com ele, o Colorado arrecadou quase 100 milhões de euros no período entre 2003 e 2008. Com as vendas de Alex e Nilmar (a maior do Brasil nos últimos 2 anos) em 2009, esta marca foi superada com folga.

A venda mais alta de todo este período foi a saída de Robinho para o Real Madrid em 2005 por assombrosos 50 milhões de dólares, sendo 30 milhões para o Santos. A segunda maior transação é do Inter, Alexandre Pato para o Milan por 20 milhões de dólares.

Confiram os valores:


Maiores receitas na transferência de jogadores de 2003 a 2008:

  1. Internacional – R$250,9 milhões (95,1 milhões de Euros)
  2. São Paulo – R$217,8 milhões (82,5 milhões de Euros)
  3. Cruzeiro – R$181,0 milhões (68,6 milhões de Euros)
  4. Santos – R$149,6 milhões (56,7 milhões de Euros)
  5. Atlético-PR – R$126,8 milhões (48,0 milhões de Euros)
  6. Corinthians – R$125,2 milhões (47,4 milhões de Euros)
  7. Palmeiras – R$116,7 milhões (44,2 milhões de Euros)
  8. Grêmio – R$105,0 milhões (39,8 milhões de Euros)
    *Nota – Cruzeiro de 2004 a 2008
    1 Real = 0.379066 EUR
    1 EUR = 2.63806 Reais

    VEJA TAMBÉM:

    As 10 maiores transferências do futebol gaúcho