Desde setembro de 2008, a torcida do Grêmio não sabe o que é perder em casa. São 43 jogos de invencibilidade no estádio Olímpico, a maior marca da história do clube. Se a sequência invicta se manter por mais 4 jogos, o Tricolor irá superar o recorde brasileiro, que é do arquirrival Internacional.

Este número, que pode aumentar para 44 partidas hoje contra o Veranópolis pelo Gauchão 2010, começou em um jogo contra o Goiás, derrota de 2×1 no Brasileirão 2008 no segundo tempo. Desde então o Grêmio não mais perdeu em seus domínios.

Um 2×1 sobre o Botafogo iniciou a série que perdura até hoje. Neste período, os maiores sustos foram no Brasileirão de 2009, quando o Grêmio arrancou empates contra o Goiás (2×2) e Vitória (1×1) nos cinco minutos finais. Neste Gauchão, o Grêmio ainda penou especialmente contra o Veranópolis (adversário de hoje) e São Luiz, que arrancaram empates de 1×1 no Olímpico.

Fábio Santos marca e mantém longa invencibilidade do Grêmio no Olímpico – Foto: Tadeu Vilani/RBS

Foram 6 jogos em 2008, 33 em 2009 (descontando Grêmio 1×2 Internacional pelo Gauchão 2009, disputado em campo neutro mas com o Grêmio de mandante), e mais 4 jogos em 2010, totalizando os 43 jogos sem perder.  São 12 empates e 31 vitórias até o momento.

Como escrevi no primeiro parágrafo, o recorde nacional é do Internacional. Entre 28 de novembro de 1973, quando levou 2×0 do Santos no Beira-Rio pelo Brasileirão, até 23 de julho de 1975, quando perdeu por 3×1 justo para o Grêmio pelo Gauchão, o Inter ficou 46 jogos sem perder em casa. Neste jogo também caiu uma invencibilidade de 55 jogos pelo Gauchão, já comentada no post da semana passada

O Santa Cruz chegou a ficar 45 jogos invicto no Arruda, entre agosto de 2004 e março de 2006. Assim como o Colorado, o tricolor pernambucano perdeu a invencibilidade justamente contra o arquirrival Sport.

Se passar pelo Veranópolis hoje, dificilmente o Grêmio terá os jogos da semifinal e final de turno no estádio Olímpico. Então o recorde pode ser batido na 3º partida em casa no returno do Gauchão.

IMPORTANTE: ao contrário do dito anteriormente, o Palmeiras ficou 68 jogos invicto no Palestra Itália na década de 80, mais especificamente entre 1986 e 1990. Os jogos que perdeu neste período como mandante foram no Pacaembu e Morumbi. Por questão de isenção, era necessário igualar isto ao jogo ‘ignorado’ em Erechim. Apaguem tudo abaixo.

O Palmeiras jamais ficou 68 jogos sem perder em casa entre 1986 e 1990, pois existem várias derrotas pelo Estadual no período.

Site do Palmeiras errado:
http://www.palmeiras.com.br/noticias/2009/10/08as15h53-id1016-resposta+do+quiz+sobre+invencibilidade+no+palestra.shtml

Derrotas do Palmeiras no período:
http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1986/09/03/palmeiras-1-x-2-inter-de-limeira

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1987/04/02/palmeiras-1-x-2-guarani

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1987/05/31/palmeiras-1-x-4-portuguesa

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1987/06/21/palmeiras-0-x-3-corinthians

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1987/08/23/palmeiras-1-x-3-sao-paulo

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1988/02/28/palmeiras-0-x-1-mogi-mirim

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1988/04/10/palmeiras-1-x-3-sao-paulo

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1988/07/03/palmeiras-1-x-2-sao-paulo

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-brasileiro/1989/12/10/palmeiras-0-x-1-corinthians

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-paulista/1990/04/29/palmeiras-1-x-2-santos

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-brasileiro/1990/09/16/palmeiras-1-x-2-bahia

http://futpedia.globo.com/campeonatos/campeonato-brasileiro/1990/10/04/palmeiras-0-x-1-botafogo