Select Page

Mês: março 2010

Gol antológico de Braña afasta pesadelos do campeão Estudiantes na Libertadores

O Estudiantes de La Plata, atual campeão da América e vice-campeão mundial, estava em dificuldades na Libertadores 2010. Tinha sido derrotado pelo Alianza Lima fora de casa por goleada, e apenas empatado com o fraco Blooming, da Bolívia. O jogo chave para sua classificação ocorreu ontem, quando bateu o Juan Aurich, no Peru, por 2×0. A vitória ocorreu no segundo tempo, e iniciou-se com um gol de Gastón “La Gata” Fernández aos seis minutos. Aos 23, ela ficou consolidada em um GOLAÇO do volante Braña. Ele roubou a bola, driblou o marcador Ciciliano e chutou do meio-campo, de cobertura, sobre o pobre goleiro Morales. Vejam as imagens:...

Read More

OPINIÃO: É culpa de Fossati o Inter não ter um atacante diferenciado?

Fossati tem cometido equívocos como esquema de jogo inadequado, rodízio em posições prejudicando o entrosamento, mudanças exageradas de posicionamento. Porém de uma coisa ele não tem culpa: a fragilidade ofensiva colorada que só fez 3 gols em 3 jogos na Libertadores e no Gauchão alterna goleadas com atuações franciscanas ofensivamente. Chuta pouco e sem direção, defeito que vem desde 2009. Desde 2004, o Internacional sempre começou e terminou a temporada com um atacante diferenciado. Daqueles que ganhavam jogos sozinhos, sem precisar de muito esforço. E que, invariavelmente, estavam na lista dos melhores atletas do futebol brasileiro. A lista é enorme: Nilmar, Fernandão, Iarley, Rafael Sóbis, Alexandre Pato, Nilmar de novo, Alex virando um destaque no ataque… Qualquer um destes, nos momentos em que estavam no Inter, ganharam dúzias de jogos para o Colorado. Pois desde o segundo semestre de 2009, isto não ocorre mais. Com a saída de Nilmar e a falta de reposição adequada, o Inter passou a ter um ataque comum. Taison ficou mais de seis meses sem fazer gol, e  Alecsandro é um bom centroavante, sem nada de excepcional. E precisa receber a bola em condições, algo que nenhum dos outros citados tinha como necessidade. Edú eu desisti, está em fim de carreira e Kléber Pereira foi uma piada vergonhosa. Na Libertadores 2006, a diferença era ainda maior, pois além de Fernandão, Iarley e Rafael Sóbis,...

Read More

Gol de Máxi López está sob suspeita. Lembram do caso Tuta?

O site Betfair, a maior empresa de apostas do planeta, anulou todas as apostas no jogo Chievo 1×1 Catania, pelo Campeonato Italiano ontem em Verona, em informação confirmada por seu porta-voz. Mais de dois milhões de libras foram apostados nesta partida, um percentual totalmente incomum para o perfil deste jogo entre dois times pequenos e desconhecidos do público inglês. A maioria dos palpites cravou no empate, muitos deles em 1×1. Outras empresas de apostas, como a Bet365 também anularam as apostas. O dinheiro será devolvido aos apostadores. Outras casas de apostas mantiveram a taxa de de 3.1 para 1.65 pelo empate, baixando consideravelmente a cotação anterior . Ainda assim a divisão de apostas permaneceu inalterada e ocorreram anulações. De 594 apostas, 531 foram no empate.  Uma única aposta de 270 mil libras esterlinas causou espanto, contra no máximo de 50 mil euros no jogo Palermo 1×1 Internazionale, o mais importante da rodada. Apostadores profissionais informaram em fóruns que quando perceberam que algo havia de errado neste jogo, resolveram apostas em grandes quantidades. Um típico “trabalho italiano” (“Italian Job”), como disseram alguns se referindo aos históricos escândalos esportivos no país tetracampeão mundial. O que mais surpreende é que justamente este jogo teve uma penalidade inexistente para o Catania, sofrida pelo ex-gremista Máxi López, que tropeçou nas pernas e caiu na área. Ele mesmo bateu e converteu. Vejam o lance: [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ZCDBowrj-yE&w=640&h=385]...

Read More

Ser goleiro é fogo… Pega dois pênaltis mas leva um frangaço no final!

Como é difícil ser um arqueiro. Afinal, só ele consegue pegar dois pênaltis em um mesmo jogo e ainda assim terminar como vilão. Vendo o jogo de hoje Bordeaux 2×1 Olympiacos, pela Liga dos Campeões, me fez recordar de uma situação inusitada vivida pelo goleiro Cedric Carrasso, titular absoluto da equipe francesa. Isto ocorreu há uma semana, no jogo contra o Montpellier pelo Campeonato Francês que terminou empatado em 1×1. Na ocasião, o time do atual campeão francês fez uma partida heróica e estava com um jogador a menos vencendo a partida. E graças a um frangaço de Carrasco, que pegou dois pênaltis quando o jogo estava 0x0, no primeiro tempo. Primeiro, o argentino Alberto Costa e depois o colombiano Johnnier Montaño desperdiçaram penalidades defendidas por Carrasso. Depois o marroquino Marouane Chamakh abriu o marcador para os donos da casa. Aí, aos cinquenta minutos do segundo tempo, o mesmo Alberto Costa bateu uma falta rasteira de muito longe e Carrasso… levou um PERU! Vejam as imagens: [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ttiAkp-3ERc&w=480&h=385] Vida dura esta de goleiro… O resultado foi vital para o Montpellier, que segue entre os líderes do Campeonato Francês e tirou a oportunidade do Bordeaux...

Read More

TRAFFIC: Cruzeiro e Inter estão em litígio com a empresa de marketing esportivo

Cruzeiro e Internacional estão bastante insatisfeitos com a TRAFFIC, empresa que investe no esporte há mais de 30 anos e comandada por J. Hawila. É uma das maiores companhias de marketing esportivo do mundo, e hoje cerca de 49% dos seus direitos acionários pertencem ao fundo de investimento norte-americano HTMF (o mesmo que patrocinou Corinthians e Cruzeiro no início da década). A CPI da Nike devassou as relações entre CBF e a TRAFFIC, que supostamente tinha Ricardo Teixeira, presidente da CBF, como sócio não-declarado. Isto nunca foi provado, mas constantemente Teixeira, o ministro do Esporte Orlando Silva e J. Hawilla são encontrados em eventos festivos de pouca importância nacional como a inauguração do novo CT… da TRAFFIC!. Para completar, J.Hawilla é conselheiro do Ministério do Esporte, em um cargo que ninguém entende o que faz. Hoje parceira prioritária do Palmeiras, a empresa possui os direitos econômicos (e em alguns casos, também os federativos sob o clube fantasia Desportiva Brasil), a empresa forçou a venda do defensor colorado Danilo Silva para o Dínamo de Kiev. Irritado, o presidente Vittorio Piffero foi enfático: “Vamos avaliar se essas parcerias são favoráveis“. No início do ano, o Inter comprou 50% dos direitos econômicos de Giuliano da TRAFFIC, e agora tem total controle sobre uma futura venda do jogador justamente para evitar imbroglios como estes. No Cruzeiro, a situação foi mais grave, envolvendo a...

Read More

Categorias

Arquivos