Em mais uma corrida marcada pela chuva, o GP da China disputado em Shanghai acabou sendo uma prova bem bacana. Se não tão incrível como a Austrália, não chegou nem perto da chatice do Bahrein.O mais legal na corrida chinesa foi uma vitória exemplar do talento de Jenson Button, atual campeão mundial e que vem dando uma surra sobre o incensado Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe e “queridinho” da Grã-Bretanha.

Não que Hamilton esteja dando vexames. Bem pelo contrário, tem sido o showman da temporada 2010, mas os resultados tem sido inferiores ao de Button. Que, pelo seu cerebral estilo de pilotagem quase sem erros, tem sido comparado com Alain Prost. Fernando Rigel, do blog Velocidade Máxima deu o apelido de “Doctor“, como podem ver na montagem em anexo. Gostei e vou adotar:

'Doctor' Jenson Button, em charge de Fernando Rigel do blog Velocidade Máxima - http://velocidademaximatotal.blogspot.comEntão líder de Pilotos, o brasileiro Felipe Massa fez uma corrida apática e terminou em nono lugar, ajudado por mais um GP com estratégias toscas de pit-stops da Ferrari. Foi com Massa o momento polêmico da prova, quando seu companheiro Fernando Alonso ultrapassou-o na entrada dos boxes, aproveitando vacilo do brazuca.

Se ficou insatisfeito, Massa não demonstrou publicamente, o que sempre conta pontos em qualquer equipe, sobretudo na Ferrari (viu Rubinho?). É bom ele “se ligar” com o espanhol, que de bobo não tem nada e já mostrou isto com Jarno Trulli (na Renault) e Lewis Hamilton (na McLaren). Ruim, porque caiu do primeiro para o sexto lugar na classificação. Mas ainda faltam muitas provas….

Na corrida ainda vale o ótimo desempenho da dupla de pilotos da Renault, o sempre eficiente Robert Kubica e com Vitaly Petrov finalmente terminando a corrida e repetindo o bom desempenho do GP da Malásia. E, claro, a corrida quase exemplar de Nico Rosberg, que ficou muito perto da primeira vitória na categoria e humilhou o heptacampeão mundial Michael Schumacher, com um desempenho muito abaixo da crítica.

Ao lado da corrida péssima do alemão, o bizarro problema de Sebastien Buemi no treino de sexta-feira merece o prêmio de mico técnico do final de semana, com menção ainda para o indiano Karum Chandhok, que conseguiu tomar volta do companheiro Bruno Senna

Finalizando, quem é que entendeu aquele segundo Safety Car, hein? Charlie Whiting nem deu explicação após a corrida…

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010:
http://almanaqueesportivo.files.wordpress.com/2011/06/doctorbuttonchargejenso1.jpgalmanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Vamos aos prêmios?

Troféu “Jim Clark” – Para Jenson Button, em mais uma corrida de campeão. De novo analisou com perfeição a situação da corrida e acertou na estratégia de pneus.

Troféu “Rouge & Blanc” – Para Lewis Hamilton, em mais um show de ultrapassagens, incluindo uma belíssima sobre Jaime Alguesuari e Sebastien Vettel

Troféu “Chris Amon” – Nico Rosberg, que tinha tudo para obter sua primeira vitória, mas deu azar e se contentou com o terceiro lugar. 

Troféu “Fiofó de Ouro“- Sebastien Buemi. Se o acidente dele fosse em uma curva de alta sem área de escape, como nos circuitos mais antigos, ele tava no hospital. Ou pior.

Troféu “Didi Mocó Prize For Technical Achievements– Para Michael Schumacher que foi tão mal que até o apagadíssimo Felipe Massa conseguiu ultrapassá-lo. Corrida dos pesadelos, com menção desonrosa para a suspensão da Toro Rosso que deixou Buemi sem rodas na sexta-feira.

Troféu “Porquê Eu Não Fiquei Com Minha Boca Fechada“- Hoje eu vou inverter este negócio e elogiar ao invés de criticar. Vou dar um prêmio para Galvão Bueno, que fez uma magnífica reportagem com o mestre Émerson Fittipaldi no Histórias com Galvão. O bicampeão mundial foi às lágrimas com a lembrança de Jochen Rindt e o significado da sua primeira vitória na categoria (o triunfo de Emmo em Watkins Glen, 1970, garantiu o título póstumo ao companheiro de equipe falecido no GP anterior). A íntegra está aqui no blog A Mil por Hora.

Troféu “Dick Vigarista“- Fernando Alonso. Por mais que Massa tenha contemporizado, a manobra de Alonso foi tão arriscada que quase causou uma bandeira preta para eles (se os pneus fossem colocados de maneira invertida, os de Massa para Alonso e vice-versa), era desclassificação para os dois. Ainda bem que os mecânicos da Ferrari se ligaram.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=A_0hv2J8cRo&w=640&h=385]

E que venha o GP da Espanha em três semanas! Isto se a Islândia deixar…

VEJA TAMBÉM:

Como foi o GP da China em 2009 sob a ótica do Almanaque Esportivo:

http://almanaqueesportivo.files.wordpress.com/2011/06/doctorbuttonchargejenso1.jpgalmanaqueesportivo/2009/04/25/gp-da-china-show-de-vettel-na-agua/