Atrasado (mas não muito), vamos aos prêmios no GP da Espanha em Barcelona, a primeira prova da fase européia do Mundial 2010 da Fórmula 1. Ainda hoje, às 20h, a análise do GP de Mônaco, disputado ontem. A corrida em Montmelot normalmente é um porre de chata. Não tem desafios, os pilotos conhecem ela com a palma da mão (normalmente é usada para treinos), todo mundo tem um acerto bom, etc.

Este ano prometia mais, afinal a previsão era de chuva. E adivinhem o que ocorreu?

NÃO CHOVEU

Sendo assim, foi (quase) a chatice de quase todos os anos, com um pouco mais de emoção que o normal. Algumas ultrapassagens, bons desempenhos de alguns pilotos e uma vitória consagradora do australiano Mark Webber, entrando em definitivo na disputa pelo título mundial. O piloto da Red Bull Racing venceu com sobras, superando bem o companheiro Sebastien Vettel. Este teve problemas nos freios e caiu muito de rendimento, perdendo várias posições e saindo do pódio até a última volta… Mas isto mudou.

O pódio espanhol com Webber, Alonso e Vettel - Foto: Mark Thompson/ Getty Images/ Divulgação RBR

Já Fernando Alonso fez mais uma prova cerebral, sem erros e terminou no pódio, bem melhor que o brasileiro Felipe Massa, que segue em uma temporada medíocre na Ferrari. Alonso já comemorava o 3° lugar quando, na última volta, furou o pneu de Lewis Hamilton, que bateu e abandonou, dando de bandeja o 2° posto no pódio.

Quem realmente deu show foi o alemão Michael Schumacher. O heptacampeão mundial, com um novo carro mais à sua feição, fez bela prova e chegou em quarto lugar, com várias disputas envolvendo o atual campeão Jenson Button e ainda o brasileiro Felipe Massa.

Rubens Barrichello fez uma boa corrida e marcou pontos, o máximo que consegue sem muitos abandonos à sua frente. Já Bruno Senna e Lucas di Grassi seguem sofrendo com seus carros terríveis, respectivamente a pavorosa Hispania e a Virgin, que quebra mais que cristal. Vale ainda uma menção para a bela prova do espanhol Jaime Alguesuari, que marcou pontos e merecia inclusive chegar mais à frente.

PREMIAÇÕES ESPECIAIS DO ALMANAQUE ESPORTIVO – F1-2010:

http://almanaqueesportivo.files.wordpress.com/2010/05/espanha-10-161.jpgalmanaqueesportivo/2010/03/17/premiacoes-especiais-na-f-1-2010-do-almanaque-esportivo/

Troféu “Jim Clark” – Para Mark Webber, totalmente soberano na chatice catalã. Ele não tem nada com isto e subiu na classificação. Menção honrosa para a bela prova do jovem espanhol Jaime Alguesuari, cada vez melhor.

Troféu “Rouge & Blanc” – Para Michael Schumacher, em seu primeiro grande GP após a aposentadoria cancelada. Muito bem em todo o final de semana, o alemão fez uma belíssima ultrapassagem sobre Jenson Button.

Troféu “Didi Mocó Prize for Technical Achievements” – Para o mecânico da Mercedes que liberou Nico Rosberg quando este estava com uma roda solta. E para Sebastien Buemi e seu acidente besta que tirou o ‘dono da casa’ Pedro de la Rosa. Quando as Saubers não quebram, são abalroadas…

Troféu “Chris Amon” – Para a Sauber, que nada fez na prova a não ser levar duas batidas nas primeiras três curvas. Azar de Hamilton também com seu pneu furado na penúltima volta, mas ele tem que aprender a poupar mais o equipamento…Pneu furado de Lewis Hamilton - Foto: Sutton Images, http://f1.gpupdate.net/en/

Troféu “Fiofó de Ouro” – Para Alonso, que não fez uma mísera ultrapassagem e ainda assim chegou em 2° lugar aproveitando dois problemas com Vettel e Hamilton nas voltas finais.

Troféu “Porque Não Fiquei com Minha Boca Fechada” – Todo mundo bem.

Troféu “Dick Vigarista” – Sebastien Buemi que acertou bizarramente o espanhol Pedro de La Rosa logo após a largada.


VEJA TAMBÉM:

GP DA ESPANHA 2008: Rubinho, o eterno perdedor

http://almanaqueesportivo.files.wordpress.com/2010/05/espanha-10-161.jpgalmanaqueesportivo/2009/05/11/gp-da-espanha-rubinho-o-eterno-perdedor/