O ano de 2010 terminou para o Internacional com a decepcionante participação no Mundial de Clubes da FIFA, onde obteve apenas o terceiro lugar após a inesperada derrota para o TP Mazembe na semifinal. Apesar disto, o ano ainda é considerado brilhante, pois foi nesta temporada que o Colorado obteve o bicampeonato da Taça Libertadores em agosto. No Gauchão, amargou o vice-campeonato enquanto no Brasileirão, sobretudo após um pavoroso segundo turno, o resultado foi apenas um sétimo lugar.

Como ocorre desde 2002, o Colorado termina a temporada com pelo menos um título conquistado, totalizando doze títulos oficiais neste período e mais um torneio amistoso. Além disto, há cinco temporadas (2006,2007, 2008, 2009 e 2010) somente o time de Porto Alegre conquista títulos internacionais no futebol brasileiro.

Neste ano o Inter teve três treinadores: o uruguaio Jorge Fossati entre janeiro e maio, o interino Enderson Moreira em maio e depois Celso Roth, que renovou contrato na semana que passou por mais um ano.

O contestadíssimo Alecsandro, titular ao longo do ano inteiro e alvo da ira dos torcedores, terminou 2010 como artilheiro, repetindo a temporada passada. Ele fez 26 gols,  curiosamente menos que em 2009 quando era reserva no primeiro semestre e ainda assim fez 28 gols. O segundo na artilharia foi o predestinado Giuliano, que marcou 15 vezes, seguido pelo centroavante Leandro Damião. Curiosamente os dois últimos foram reservas durante quase todo o ano.

Já nas assistências, D’Alessandro com 13 passes para gol e Kléber, com 12, foram os líderes disparado. Giuliano ficou em terceiro, com nove passes para gol.  Ainda ocorreram 14 gols em rebotes ou roubadas de bola, nove gols de pênalti e ridículos dois gols de falta.

Jogos: 76

Vitórias: 39

Empates: 17

Derrotas: 20

Gols pró: 115

Gols contra: 81

Saldo: +34

Maior goleada: 5×0 no Juventude, Gauchão 2010

Pior derrota:  0x3 para São José (Gauchão 2010), Fluminense e Flamengo (estes no Brasileirão 2010)

Maior série invicta:  9 jogos

Maior sequência de vitórias:  6 jogos

Maior série sem vencer: 7 jogos

Maior sequência de derrotas: 3 jogos

Artilheiro: Alecsandro, 26 gols

Gol mais bonito:  Kléber contra o Banfield em Buenos Aires pela Libertadores. Confira aqui: http://www.youtube.com/watch?v=Dxqnve6wRA8

Momento crucial da temporada: O gol de Giuliano, a dois minutos do fim, que manteve o Inter na Libertadores 2010. O título veio a seguir.

Craque da temporada: Giuliano (meia)

Decepção da temporada: Renan (goleiro)

Revelação da temporada: Leandro Damião (atacante)

Contratação furada de 2010: Kléber Pereira (atacante)

Contratação acertada de 2010:  Oscar  (meia-atacante)

Pior jogo:  Flamengo 3×0 Internacional, Brasileirão 2010

Melhor jogo: Internacional 1×0 São Paulo, Libertadores 2010

Momento brilhante: A conquista da Libertadores 2010 com viradas espetaculares sobre o mexicano Chivas Guadalajara nos dois jogos da final.

Artilharia Colorada 2010

# Jogador Gols
1 Alecsandro 26
2 Giuliano 15
3 Leandro Damião 12
Taison 7
Wálter 7
6 Andrezinho 6
7 D’Alessandro 5
Kléber 5
Rafael Sóbis 5
10 Bolívar 4
Sorondo 4
12 Edú 3
Tinga 3
13 Daniel 2
15 Bruno Silva 1
Eltinho 1
Fabiano Eller 1
Glaydson 1
Índio 1
Nei 1
Sandro 1
Thiago Humberto 1
Wílson Mathias 1
24 Ytalo 1
Ibañez (contra) 1
Total 115

Assistências Coloradas em 2010

# Jogador Assistências
Rebote/Roubada 14
1 D’Alessandro 13
Kléber 12
3 Giuliano 9
Pênalti 9
4 Andrezinho 6
5 Guiñazu 5
6 Alecsandro 5
Edú 4
Taison 4
9 Glaydson 3
Índio 3
Nei 3
Rafael Sóbis 3
Sandro 3
12 Bolívar 2
Bruno Silva 2
Juan 2
Leandro Damião 2
Wálter 2
Falta 2
19 Éverton 1
Fabiano Eller 1
Josimar 1
Massari 1
Wílson Mathias 1
24 Ytalo 1
Gol Contra 1
Total 115

VEJA TAMBÉM:

Internacional, estatísticas 2009: jogos, gols, assistências