Nos 41 jogos da temporada, o Internacional já usou 51 jogadores. Este inflacionado número é gerado pela obrigatória escolha pelo Inter-B nas primeiras rodadas do Gauchão 2011, enquanto o elenco principal tirava as férias regulamentares após o tardio final de temporada em 2010. Deste total, foram 20 vitórias, 13 empates e 10 derrotas, com 79 gols marcados e 48 sofridos.
Os números indicam o jogador que mais atuou pelo Inter na temporada: Leandro Damião com 34 jogos. Ele é seguido de perto por Guiñazu e Kléber (32), Nei (29) e D’Alessandro (28 jogos).  
# Atleta/Jogo TOTAL
1 Leandro Damião 34
2 Guiñazu 32
3 Kléber 32
4 Nei 29
5 D’Alessandro 28
6 Zé Roberto 27
7 Bolívar 26
8 Andrezinho 24
9 Oscar 24
10 Bolatti 21
11 Tinga 19
12 Ricardo Goulart 18
13 Rodrigo 18
14 Wílson Matias 18
15 Lauro 17
16 Índio 16
17 Rafael Sóbis 15
18 Muriel 14
19 Cavenaghi 13
20 Juan 13
21 Daniel 12
22 Glaydson 12
23 Renan 11
24 Fabrício 10
25 Gilberto 9
26 Sorondo 9
27 Élton 7
28 Rodrigo Moledo 7
29 Ronaldo Alves 7
30 Alex 6
31 Guto 6
32 Juliano 6
33 Marquinhos 6
34 Massari 6
35 Augusto 5
36 Wagner Libano 5
37 Lucas Roggia 4
38 Thiago Humberto 4
39 João Paulo 3
40 Marinho 3
41 Natan 3
42 Alecsandro  2
43 Dalton 2
44 Kléber Silva 2
45 Mineiro 2
46 Zé Mário 2
47 Agenor 1
48 Mílton Júnior 1
49 Romário 1
50 Sasha 1
51 Talles Cunha 1
ARTILHARIA
Neste quesito, alguma dúvida? Leandro Damião, com extraordinários 27 gols na temporada.  Muito longe dele, D’Alessandro com 10 gols, a 1 da melhor marca dele no Internacional (11 gols em 2009). Oscar tem 8, seguidos por Zé Roberto e Ricardo Goulart, ambos com 5 gols.
# Jogador Gols
1 Leandro Damião 27
2 D’Alessandro 10
3 Oscar 8
4 Ricardo Goulart 5
Zé Roberto 5
6 Andrezinho 4
Bolatti 4
8 Rafael Sóbis 3
9 Cavenaghi 2
10 Bolívar 1
Glaydson 1
Guto 1
Kléber 1
Mineiro 1
Nei 1
Rodrigo Moledo 1
Thiago Humberto 1
18 Tinga 1
Gol Contra 2
Total 79
ASSISTÊNCIAS
Nas assistências, Oscar lidera. Mesmo sem ser titular por boa parte da temporada, tem 9 passes para gol, seguido por oito de Kléber e Leandro Damião. Atrás, D’Alessandro e Zé Roberto com cinco passes para gol. A bola parada segue ridícula: nenhum gol de falta (foram míseros 2 em 2010) e apenas 2 de pênalti (Zé Roberto também errou uma cobrança).
# Jogador Assistências
1 Oscar 9
2 Kléber 8
Leandro Damião 8
4 D’Alessandro 5
Zé Roberto 5
6 Andrezinho 4
Marquinhos 4
8 Cavenaghi 2
Daniel 2
Gilberto 2
João Paulo 2
Rafael Sóbis 2
Tinga 2
14 Alex 1
Élton 1
Guiñazu 1
Massari 1
Nei 1
19 Rodrigo 1
Rebote/Roubada 14
Gol Contra 2
Pênalti 2
Total 79