Elias Duarte da Rocha é um menino de 13 anos, morador da Lagoa da Conceição em Florianópolis. Portador de deficiência mental leve, o garoto tinha sérias dificuldades de adaptação na escola.

Quando a atenta professora Angela Augusta da Gama, especialista em crianças em processo de inclusão escolar e social, percebeu que o garoto era fascinado pelo Figueirense, tudo mudou.

Esta história é simplesmente sensacional. Porém não é minha, e sim da colega Sicilia Vechi, do jornal Hora de Santa Catarina.

Vale a leitura:

Elias, Angela. O Futebol. E uma nova vida - Foto: Caio Marcelo, Agência RBS