Na vitória de 3×0 do Internacional sobre o Salgueiro-PE pela Copa do Brasil, todos os gols colorados foram marcados por estrangeiros. Isso não é nenhuma novidade, pois nesta temporada quase 42% dos gols foram marcados por um uruguaio e dois argentinos. Diego Forlán (Uruguai) tem 17 gols e é o artilheiro do RS, enquanto Andrés D’Alessandro (Argentina) tem 11. O novato Nacho Scocco (Argentina) já tem 3 gols em 5 jogos. O total é de 31 em 74 gols marcados. Nada mal!

17 gols pro Diego. Nada mal!

17 gols pro Diego. Nada mal!

No Grêmio o panorama parecido, pois 35% dos gols foram marcados por jogadores de fora do país. Mas a procedência é bem mais variada, quatro países diferentes: dois argentinos, um chileno, um paraguaio e um uruguaio. Hernán Barcos (Argentina) tem 10 gols, enquanto Eduardo Vargas (Chile) tem 6. Facundo Bertoglio (Argentina) fez 3, Cristian Riveros (Paraguai) tem 2. Finalizando, o garoto Máxi Rodríguez (Uruguai) tem 1 gol. No total, 22 dos 63 gols em 2013 foram de atletas não-brasileiros. Uma legião estrangeira ajudando o desempenho tricolor. 

Barcos comemorando o décimo gol em 2013 - Foto: FuturaPress

Barcos comemorando o décimo gol em 2013 – Foto: FuturaPress

A título de comparação, em 2013 o Internacional teve apenas 18 gols de um total de 105 marcados por estrangeiros (17%). Dátolo (10), Forlán (5), D’Alessandro (3). No Grêmio, foram 21 gols de Marcelo Moreno, 5 de Bertoglio e 4 de Ezequiel Miralles, total de 30 gols em 126 e um percentual pouco superior (23%).

E dê-lhe chuva nos dois gols!