Select Page

Mês: setembro 2013

HÉROIS DO ESPORTE, parte III: Shavarsh Karapetyan, o nadador que salvou vidas. Três vezes!!!

Ao longo da semana contei a história de Luz Long, o atleta da Alemanha nazista que ajudou o negro Jesse Owens a vencer a si próprio em Berlim, 1936. Depois contei a bela história do boxeador Max Schmeling, também da Alemanha nazista, que ajudou judeus, pobres e até mesmo um ex-rival dos ringues a se sustentar ao longo da vida. Só essas histórias já valeriam a pena. Mas nenhuma história é parecida com a que eu vou contar. Talvez seja um dos maiores heróis vivos da humanidade. Trata-se do nadador soviético Shavarsh Karapetyan, que eu conheci através de uma dica...

Leia Mais

Eleição do Grêmio é a quarta maior da história do futebol brasileiro: confira o ranking!

A eleição deste sábado para renovação de 50% do Conselho Deliberativo do Grêmio se tornou a quarta maior da história do futebol brasileiro. Ao todo, 8.496 sócios participaram, sendo 4.662 votos pelo correio e 3,834 sócios presencialmente. Foi a segunda maior eleição da história do Grêmio, superada pela presidencial de 2012 que elegeu Fábio Koff com 13.500 torcedores. Considerando apenas eleições para o Conselho, fica logo atrás da última eleição colorada, que teve 11.714 votos em dezembro. CONFIRA O RANKING ATUALIZADO Internacional – 2010 – 16.924 votos – Eleição de Giovanni Luigi Grêmio – 2012 – 13.547 votos – Eleição de Fábio Koff Internacional -2012 – 11.714 votos – Eleição proporcional do Conselho Deliberativo Grêmio – 2013 – 8.496 votos – Eleição proporcional do Conselho Deliberativo Internacional – 2008 – 7.473 votos – Reeleição de Vittorio Píffero Grêmio – 2008 – 5.365 votos – Eleição de Duda Kroeff Atlético-PR – 2011 – 4.794 votos – Eleição de Mário Celso Petraglia Grêmio – 2010 – 4.624 votos – Eleição proporcional do Conselho Deliberativo Internacional – 2001 – 4.171 – Eleição de Fernando Carvalho Internacional – 2004 – 3.977 votos – Reeleição de Fernando Carvalho VEJA TAMBÉM Ranking de eleições dos clubes brasileiros – dez/2012 Ranking de eleições dos clubes brasileiros – out/2012 Ranking de Eleições – As maiores eleições do futebol brasileiro – nov/2010 Eleições no futebol – Sport assume 5º lugar – jan/2009 Ranking de eleições no futebol brasileiro –...

Leia Mais

HERÓIS DO ESPORTE, parte II: Max Schmeling, o campeão do boxe que desafiou o anti-semitismo

Seguindo a série “Heróis do Esporte”, vamos contar agora a vida e a obra do boxeador alemão Max Schmeling, campeão mundial nos anos 30 e com uma maravilhosa história de vida. Confesso que não conhecia a trajetória deste atleta até ontem, quando vi um filme sobre ele “Fist of the Reich” (“Punho do Reich”, absurdamente traduzido por “Campeão de Hitler”). Mas depois do filme (com suas habituais liberdades artísticas) e de pesquisar sobre sua história, percebi que valia a pena contar aqui. Mais do que um atleta de elite (e uma verdadeira lenda no esporte alemão), ele se mostrou uma pessoa solidária com todos, que agiu contra os interesses dos poderosos dirigentes nazistas, arriscando sua reputação e até sua vida tentando fazer o bem. E, no final de vida, já rico, ajudou um ex-rival e ainda executou inúmeros atos de caridade. Nascido em 1905, Schmeling foi um lutador que iniciou sua carreira profissional nos anos 20. Chegou ao título europeu em 1927 e logo depois começou a lutar nos Estados Unidos. Em 1930, venceu o norte-americano Jack Sharkey por desqualificação (o adversário deu um golpe muito baixo) e se tornou campeão mundial. Aliás, até hoje, é o único campeão mundial por desqualificação do adversário. Na revanche, perdeu por pontos em uma decisão muito controvertida dos árbitros. Em 1935, Schmeling bateu o compatriota Walter Neusel para inacreditáveis 102.000 espectadores, o maior público...

Leia Mais

HERÓIS DO ESPORTE, parte I: Conheça o alemão Luz Long

Seguindo a série “Heróis do Esporte”, vamos contar a vida e a obra do atleta alemão Luz Long. No dia 12 de setembro de 2013, comemorou-se o centenário do nascimento de um dos atletas mais especiais da história do esporte: Jesse Owens. O negro que ganhou quatro medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Berlim em 1936. Um evento que mostraria a supremacia da raça ariana para o líder nazista Adolf Hitler, acabou sendo “estragado” por um atleta da raça “inferior” justamente nos esportes mais atléticos e valorizados de então. A história de Owens é conhecidíssima: ele ganhou os 100m rasos, os 200m rasos, o revezamento 4x100m rasos e ainda o salto em distância, se tornando o atleta mais laureado na Olímpiada. Um negro se tornando uma lenda no esporte em plena Alemanha nazista, para fúria de Adolf Hitler como podem ver no vídeo abaixo: Porém a história de hoje é sobre Luz Long. Campeão europeu no salto em distância, Long era um dos favoritos nesta modalidade ao lado de Owens (então recordista mundial com 8m13cm, marca que permaneceu por 25 anos). Depois de facilmente obter a marca mínima de 7m15cm para a fase final (e de quebra bater o recorde olímpico), Long viu o norte-americano queimar seus dois primeiros saltos e mostrar grande ansiedade. Em conversa particular com o americano, Long indicou a ele que ele poderia reduzir...

Leia Mais

Série do Almanaque: “HERÓIS DO ESPORTE”

Em mais uma série especial do Almanaque Esportivo vamos contar a história de três verdadeiros heróis do esporte. Estou falando de pessoas que através do esporte ou fora deste, fizeram algo realmente diferente por este sentimento de humanidade. Confiram as histórias: Heróis do Esporte, parte I: “Luz Long, o esportista nazista que ajudou o negro Jesse Owens a ganhar de si próprio.” Heróis do Esporte, parte II: “Max Schmeling, o boxeador da Alemanha nazista que ajudou judeus, prisioneiros de guerra e sustentou seu ex-rival Joe Louis.” Heróis do Esporte, parte III: “Shavarsh Karapetyan, o lendário nadador soviético que salvou a vida de dezenas de pessoas em acidentes. Três...

Leia Mais