Select Page

Mês: dezembro 2013

NHL: Gol bizarro (e ridículo!) define jogo entre Sabres e Coyotes na prorrogação

Uma jogada grotesca definiu um disputadíssimo jogo entre Phoenix Coyotes e Buffalo Sabres no Monday Night Hockey de ontem. O jogo estava empatado em 1×1 na prorrogação quando o Sabres, que estavam com um jogador a menos por punição quando Mark Pysyk chutou no gol. O puck desviou em Martin Hanzal e caiu na calça do goleiro Mike Smith, que recuou e entrou com a bunda dentro do gol. Bizarra descrição? Não tanto quanto as imagens mostrarão: [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=jAOKAkEN7SI&w=560&h=315] O gol na morte súbita definiu o resultado do jogo. Os Sabres são os lanternas da Divisão Atlântica da Conferência Leste, enquanto os Sabres estão na zona intermediária da Divisão Pacífico da Conferência...

Read More

“O time que nunca perdeu”: Tri invicto do Inter completa 34 anos

Há exatos 34 anos, o Internacional se sagrava tricampeão brasileiro. Foi no dia 23 de dezembro de 1979 que o Internacional, comandado dentro de campo por Paulo Roberto Falcão, e fora deste pelo mestre Ênio Andrade, bateu o Vasco da Gama por 2×1 e se sagrou campeão da Taça Brasil. Mais do que isso: nenhuma derrota em 23 jogos, com 17 vitórias e 6 empates. Até hoje é o único time brasileiro campeão brasileiro invicto (o Atlético-MG foi vice-campeão invicto em 1977). Era um time que tinha muitas estrelas e um gênio do futebol mundial. Falcão, em uma fase absurda, estava repleto de craques: Mário Sérgio, Batista,Benítez, Valdomiro (em final de carreira) e Jair . E uma jovem estrela ascendente: Mauro Galvão, com imberbes 17 anos. Bateu o Vasco na ida (2×0), em uma noite do reserva Chico Spina. E sacramentou o título na volta (2×1), gols de Jair e Falcão, descontando Wilsinho. Inter 2 x 1 Vasco da Gama Data: 23 dezembro de 1979 Local: Beira-Rio (Porto Alegre-RS) Árbitro: José Favilli Neto Gols: Jair, aos 40 minutos do 1° tempo; Falcão, aos 12 minutos do 2° tempo; e Wilsinho aos 39 Internacional: Benítez; João Carlos, Mauro Pastor, Mauro Galvão, Cláudio Mineiro; Batista, Falcão, Jair; Valdomiro (Chico Spina), Bira e Mário Sérgio. Técnico: Ênio Andrade Vasco: Leão; Orlando, Ivan, Gaúcho, Paulo César; Zé Mario, Paulo Roberto (Xaxá), Paulinho (Zandonaide); Catinha, Roberto e Wilsinho. Técnico:...

Read More

Fair-Play: quando o juiz inventa uma bobagem e os jogadores dão uma lição

Um lance ocorrido em novembro só ficou de conhecimento meu nesta semana. No jogo Al-Nahdha e Al Ittihad, pelo Campeonato Saudita, um lance de puro fair-play ocorreu após uma palhaçada do juiz da partida. O goleiro Taisir Al Antaif percebeu antes de repor a bola em jogo, que estava com a chuteira desamarrada. E o atacante brasileiro Jobson (sim, aquele) viu e se ofereceu para ajudar, sendo agradecido pelo arqueiro. Porém o juizão Abdulaziz Al Funaitel achou que era cera e deu tiro indireto, para desespero do Al-Nahdha e irritação do Al-Ittihad. Mesmo com toda a argumentação, nada ocorreu...

Read More

Internacional 2013: Os números finais, recordistas e mais dados estatísticos da temporada!

Se 2012 foi um ano horroroso para o Internacional, 2013 conseguiu ser ainda pior. É verdade que o time conquistou o tricampeonato do Gauchão, mas esta foi a única alegria em um ano horrendo, sobretudo no segundo semestre. Campanha fraca na Copa do Brasil (a despeito de ter sido eliminado invicto nas quartas-de-final), o Inter foi um desastre no Brasileirão: de líder por uma rodada no primeiro turno, a candidato ao rebaixamento no segundo turno. Dunga caiu na reta final do Brasileirão, substituído pelo também ídolo Clemer. Nem assim o time melhorou, com direito a um melancólico 0x0 nos últimos três jogos, incluindo um empate medonho contra o Sub-20 da rebaixada Ponte Preta na última rodada. O Inter terminou o Brasileiro em 15º lugar ( podendo subir para o 14º lugar com a decisão no STJD da punição para a Portuguesa). NÚMEROS Jogos: 69 Vitórias: 30 Empates: 25 Derrotas:14 Gols pró: 104 Gols contra: 69 Saldo: 35 Esquema tático mais usado: 4-4-2 por 49 vezes, depois 4-2-3-1 por 17 vezes Maior goleada: São Luiz 0x5 Internacional, Campeonato Gaúcho Pior derrota: Náutico 3×0 Internacional, Campeonato Brasileiro (igual à 2012) Maior série invicta: 12 jogos Maior sequência de vitórias: 6 jogos Maior série sem vencer: 5 jogos (3x) Maior sequência de derrotas: 2 jogos (4x) Artilheiro: D’Alessandro, 20 gols Maior assistente: D’Alessandro, 13 assistências Gol mais bonito: Diego Forlán, o primeiro...

Read More

Grêmio 2013: Os números finais, recordistas e mais dados estatísticos da temporada!

A temporada 2013 do Grêmio terminou alvissareira: o time se classificou para a Libertadores pelo segundo ano consecutivo. Mas também terminou como as 11 temporadas anteriores: sem nenhum título nacional ou internacional.  Foram 4 competições e o melhor desempenho foi no Brasileirão, vice-campeão. Na Copa do Brasil, o time caiu nas semifinais, enquanto na Libertadores caiu nas oitavas-de-final. No Gauchão o fiasco foi maior: nem final de turno. No primeiro ano da Arena do Grêmio, alguns jogos do Gauchão foram disputados no estádio Olímpico, mas a maioria teve como casa o novo estádio no Bairro Humaitá. Ao longo da temporada, 53 jogadores foram utilizados por três técnicos: Wanderley Luxemburgo e Renato Portaluppi, com Roger Moreira como técnico interino ou comandando o Grêmio-B em algumas oportunidades. NÚMEROS Jogos: 72 Vitórias: 31 Empates: 18 Derrotas:22 Gols pró: 85 Gols contra: 64 Saldo: 21 Esquema tático mais usado: 4-4-2 por 38 vezes (em 11 jogos com 3 volantes), depois 3-5-2 por 20 vezes (em 11 jogos com 3 volantes) Maior goleada: Grêmio 5×0 Santa Cruz, Campeonato Gaúcho Pior derrota: São Luiz 4×0 Grêmio, Campeonato Gaúcho/ Coritiba 4×0 Grêmio, Campeonato Brasileiro Maior série invicta: 8 jogos Maior sequência de vitórias: 3 jogos (4x) Maior série sem vencer: 7 jogos Maior sequência de derrotas: 2 jogos (4x) Melhor jogador: Rhodolfo Artilheiro: Barcos, 13 gols Maior assistente: Barcos, 8 assistências Gol mais bonito: Alex Telles,...

Read More

Follow Us

Categorias

Arquivos