Temporada de Fórmula-1, Grande Prêmio de Mônaco. Um jovem piloto brasileiro entrou no grid na modesta 13º colocação, um milagre em seu fraco Toleman-Hart. Ele sairia daquela corrida para entrar na história. Seu nome? Ayrton Senna. E é essa a história de um 03 de junho de 1984 que iremos contar hoje. Há 30 anos, direto do “Túnel do Tempo”…

Há 30 anos, Senna em Monaco dava seu primeiro grande show na Fórmula-1...

Há 30 anos, Senna em Monaco dava seu primeiro grande show na Fórmula-1…

A temporada de 1984 foi dominada amplamente pelas McLarens do austríaco Niki Lauda (bicampeão naquele momento) e do francês Alain Prost, então vice-campeão mundial . Eles venceram 12 das 16 provas, sete de Prost e cinco de Lauda. O brasileiro Nélson Piquet, campeão do ano anterior, venceu duas pela Brabham, o italiano Michele Alboreto uma para a Ferrari e o finlandês Keke Rosberg outra pela Williams.

Sob chuva torrencial no início da corrida, Senna, em sua sexta prova na temporada, largou na 13º colocação de 20 participantes (em Montecarlo, só os 20 primeiros nos treinos podiam largar) mas na primeira volta escapou de uma batida na Saint-Devôte e estava em nono lugar. Prost largou na pole, mas foi ultrapassado por Nigel Mansell e sua Lotus-Renault. Mas Mansell bateu e saiu da prova, deixando Senna já em terceiro lugar.

Então, Senna, em corrida espetacular, aproveitava abandonos e passava por todo mundo, incluindo o lendário Lauda. Na volta 29, Prost fez sinal pedindo a suspensão da corrida, enquanto Senna voava para cima de todo mundo. Na volta 31, Prost fez sinal de novo e na volta 32, o diretor de prova, o belga Jackie Ickx encerrou a corrida, quando Senna passava o francês (que seria seu maior rival em poucos anos). Prost ficaria com a vitória, Senna em segundo e Renê Arnoux em terceiro lugar. Os pontos para o campeonato de pilotos e construtores foram concedidos pela metade da pontuação regular. 

Algumas curiosidades:

  • O ex-piloto Jackie Ickx era empregado da Porsche, que cedia motor da McLaren. Ele não consultou os comissários de prova e foi suspenso da posição. A chuva tinha diminuído no momento da suspensão por bandeira vermelha.
  • Primeiro pódio de Ayrton Senna na carreira
  • Primeiro pódio de Ayrton Senna em Mônaco
  • Primeira vitória de Alain Prost em Mônaco, ele disparava 10 pontos na frente de Lauda naquele início de temporada.
  • Se a corrida seguisse até 75% de sua duração, com um eventual segundo lugar, Alain Prost teria obtido 6 pontos ao invés dos 4,5. No fim da temporada, Lauda foi campeão por… meio ponto!
  • A história do alemão Stefan Bellof merece ser contada. Com um Tyrrell aspirado (o único do grid), Bellof largou em último lugar. Escapou das batidas, passou todo mundo e voava na pista já em terceiro lugar quando a prova foi suspensa. No meio da temporada, por uma irregularidade no carro, ele e seu companheiro Martin Brundle tiveram todos os resultados anulados. Bellof, um talentoso piloto, morreria no ano seguinte em uma corrida de Turismo em um acidente com… Jackie Ickx, diretor de prova de Mônaco naquela tarde! Tentou passar o belga por fora na lendária Eau-Rouge em Spa-Francorchamps, perdeu o controle e bateu, morrendo instantaneamente.