por Daniel Machado*

Levantamento do Almanaque Esportivo junto a sites de estatística e sites oficiais de vários clubes mostra que o Grêmio, agora de forma isolada, é o segundo dos 47 grandes clubes dos nove países da América do Sul (veja lista e critérios para escolha abaixo) com maior jejum de títulos importantes.

A última conquista relevante do Tricolor Gaúcho foi a Copa do Brasil de 2001, sob comando do técnico Tite, após uma vitória memorável de 1 x 3 no Morumbi, contra o Corinthians. (https://www.youtube.com/watch?v=ipsaNWaEyqc – Grêmio campeão da Copa do Brasil 2001)

Grêmio, campeão da Copa do Brasil em 2001

Grêmio, campeão da Copa do Brasil em 2001

Até o domingo 14 de dezembro, pelo menos em anos redondos, o sofrido Racing Club de Avellaneda compartilhava a posição com o Grêmio, já que penúltimo titulo argentino da Academia também havia sido em 2001.

Porém, com a vitória de 1 x 0 sobre Gody Cruz, o Racing conquistou o seu segundo título nacional nos ÚLTIMOS 48 ANOS. (http://www.ole.com.ar/racing-campeon-torneo-primera-division-2014/ e http://www.ole.com.ar/futbol-primera/mejor-Racing-Godoy-Cruz_3_1266503398.html)

Com jejum superior ao Grêmio entre os grandes clubes do continente aparece outro brasileiro: o Botafogo. O clube da Estrela Solitária amarga 19 anos sem título relevante. A última conquista foi o Campeonato Brasileiro de 1995, com destaque para Túlio Maravilha, artilheiro da competição e principal nome na campanha do Glorioso. (https://www.youtube.com/watch?v=FziEoHqF1Aw – Botafogo campeão Brasileiro 1995)

Botafogo, campeão brasileiro em 1995

Botafogo, campeão brasileiro em 1995

Títulos nacionais

Os gremistas, porém, também vão poder tocar flauta no grande rival. O Internacional é, entre os 47 grandes clubes da América do Sul, o que está há mais tempo sem ganhar um título nacional.

A última conquista relevante do Inter contra adversários tupiniquins foi uma Copa do Brasil, conquistada no já longínquo ano de 1992. A taça chegou após uma vitória sofrida de 1 x 0 sobre o Fluminense, gol de pênalti de Célio Silva. (https://www.youtube.com/watch?v=FziEoHqF1Aw – Inter campeão da Copa do Brasil 1992)

Inter, campeão da Copa do Brasil em 1992

Inter, campeão da Copa do Brasil em 1992

Em segundo lugar aparece o Botafogo, com o Brasileirão de 1995. Os demais 45 grandes clubes da América lograram títulos nacionais nos 2000 em diante.

Títulos internacionais

Considerando apenas os 27 clubes grandes da América que já ganharam alguma competição continental, o maior jejum de títulos internacionais está com os gigantes uruguaios. O Peñarol não conquista um título continental desde a Libertadores de 1987 e o Nacional desde a Libertadores do ano seguinte, 1988.

Naquele ano, o “Bolso”, como é conhecido o Nacional, havia perdido a primeira partida da decisão por 1 x 0 para Newell’s Old Boys, em Rosário. Porém, em Montevidéu, no místico e histórico estádio Centenário, destruiu a vantagem argentina e se sagrou tricampeão da América ao aplicar 3 x 0 nos “leprosos”. (https://www.youtube.com/watch?v=wf7ay45c6VY Nacional campeão da Libertadores de 1988)

Critérios – grandes clubes

Como cada país tem a sua peculiaridade e definição de “clubes grandes” pode ser muita subjetiva, o blog levou em conta vários critérios.

As escolhas na Bolívia e na Colômbia, por exemplo, foram bem difíceis, já que há uma grande disputa de clubes médios nesses dois países.

  •  Argentina: os cinco clubes de maior torcida e considerados grandes no país, mais o Estudiantes, tetra campeão da Libertadores e reconhecidamente um grande da América.
  • Bolívia: Os cinco clubes de maior torcida e mais vencedores no campeonato local.
  • Brasil: os 12 clubes considerados grandes pela mídia nacional e que, como acréscimo do Bahia (que não faz parte da lista), faziam a formação inicial do “Clube dos 13”.
  • Chile: os três grandes clubes do país.
  • Colômbia: os três gigantes (América, Nacional e Millonarios), seus três rivais de cidade, o Atlético Júnior (dono de grande torcida e representante de Barranquilla) e o Once Caldas, que junto com o Nacional, detém os únicos dois títulos de campeão da América.
  • Equador: Os dois grandes de Quito e os dois grandes de Guayaquil.
  • Paraguai: Os dois gigantes.
  • Peru: os dois grandes e o tradicional Sporting Cristal.
  • Uruguai: os dois gigantes.
  • Venezuela: os dois mais vencedores e com maior torcida.

Critérios – competições importantes

Evidentemente, campeonatos estaduais, torneios regionais e competições semelhantes nos países vizinhos não foram considerados títulos importantes. Nos países que têm dois campeonatos por ano (apertura e clausura), mais a copa nacional, como o caso da Argentina, a copa não foi considerada torneio importante, até para dar chances iguais de comparação a todos. Mesmo assim, o blog constatou que isso praticamente não faria diferença.

Quem estranhar a colocação na lista da Copa Merconorte saiba que ela foi uma competição realizada entre 1998 a 2001 que reunia equipes da Colômbia, do Equador, do Peru, da Bolívia e da Venezuela. Esses países não participavam da Copa Mercosul. Assim, o blog optou por dar peso igual às duas competições organizadas pela Conmebol.

O blog também considerou a antiga Copa Conmebol (http://www.campeoesdofutebol.com.br/copa_conmebol.html) por entender que qualquer um dos 53 grandes clubes poderia participar e vencê-la, diferente da Supercopa que reunia apenas os campeões da Libertadores. Mesmo assim, a Supercopa também faz parte da lista.

Mini-torneios com apenas dois jogos, ou disputa entre campeões, como Recopa Sulamericana e Mundial Interclubes, não foram levados em conta por entender que os títulos continentais que originaram as participações nessas competições são mais relevantes.

Abaixo, quadros, país por país, com todos os detalhes das conquistas dos 53 grandes clubes da América do Sul:

Argentina

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Boca Juniors 2011 – 2º semestre 2007 – Libertadores
Independiente 2002 – 2º semestre 2010 – Sulamericana
Racing 2014 – 2º semestre 1998 – Supercopa
River Plate 2014 – 1º semestre 2014 – Sulamericana
San Lorenzo 2013 – 2º semestre 2014 – Libertadores
Estudiantes 2010 – 2º semestre 2009 – Libertadores

 

Bolívia

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Bolívar 2014 – 2º semestre
The Strongest 2013 – 2º semestre
Jorge Wilstermann 2010 – 1º semestre
Blooming 2009 – 2º semestre
Oriente Petrolero 2010 – 2º semestre

 

Brasil

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Internacional 1992 – Copa do Brasil 2010 – Libertadores
Grêmio 2001 – Copa do Brasil 1995 – Libertadores
Flamengo 2013 – Copa do Brasil 1999 – Copa Mercosul
Fluminense 2012 – Brasileirão
Vasco da Gama 2011 – Copa do Brasil 2000 – Copa Mercosul
Botafogo 1995 – Brasileirão 1993 – Copa Conmebol
São Paulo 2008 – Brasileirão 2012 – Sulamericana
Santos 2010 – Copa do Brasil 2011 – Libertadores
Palmeiras 2012 – Copa do Brasil 1999 – Libertadores
Corinthians 2011 – Brasileirão 2012 – Libertadores
Cruzeiro 2014 – Brasileirão 1997 – Libertadores
Atlético (MG) 2014 – Copa do Brasil 2013 – Libertadores

 

Chile

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Colo Colo 2014 – 1º semestre 1991 – Libertadores
Universidad do Chile 2014 – 2º semestre 2011 – Sulamericana
Universidad Católica 2010 – Campeão Chileno

 

Colômbia

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Atlético Nacional 2014 – 1º semestre 2000 – Copa Merconorte
América de Cáli 2008 – 2º semestre 1999 – Copa Merconorte
Millionários 2012 – 2º semestre 2001 – Copa Merconorte
Deportivo Cáli 2005 – 2º semestre
Independiente Santa Fé 2012 – 2º semestre
Independiente de Medellín 2009 – 2º semestre
Atlético Júnior 2011 – 2º semestre
Once Caldas 2010 – 2º semestre 2004 – Libertadores

 

Equador

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
LDU 2010 – Campeonato Equatoriano 2009 – Sulamericana
Deportivo Quito 2011 – Campeonato Equatoriano
Barcelona 2012 – Campeonato Equatoriano
Emelec 2014 – Campeonato Equatoriano

Paraguai

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Olímpia 2011 – 2º semestre 2002 – Libertadores
Cerro Porteño 2013 – 2º semestre

 

Peru

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Alianza Lima 2006 – Campeonato Peruano
Universitário 2013 – Campeonato Peruano
Sporting Cristal 2014 – Campeonato Peruano

Uruguai

Clube Último título nacional importante Último título continental importante
Nacional 2011/2012 – Campeonato Uruguaio 1988 – Libertadores
Peñarol 2012/2013 – Campeonato Uruguaio 1987 – Libertadores

Venezuela

Clube Ultimo título nacional importante Último título internacional importante
Caracas 2013 – Copa da Venezuela
Deportivo Táchira 2010/2011 – Campeonato Venezuelano

*Daniel Machado é jornalista, trabalha na área desde 2000, passou por jornais de Bagé e mora em Palmas (TO), onde atua profissionalmente desde 2006. Foi editor de Estado, Política e editor substituto de Esporte no Jornal do Tocantins, principal jornal daquele Estado. Atualmente é superintendente de Conteúdo e Projetos Especiais na Agência Tocantinense de Notícias, órgão de jornalismo do governo do Estado. Colorado, tem simpatia pelo Racing e pelo Atlético de Madrid.