O gremista Kléber e o colorado Rafael Moura não justificaram até o momento suas contratações por Grêmio e Internacional. Estes dois jogadores vieram a peso de ouro em 2012, um em janeiro (Kléber) e o outro em agosto (Rafael Moura) e tiveram rendimento bastante ruim. Entre passe e salários, cada gol do “Gladiador” custou mais ou menos 1,2 milhões de reais, enquanto quase 800 mil reais pagaram cada um dos 25 gols do “He-Man

O gremista Kléber veio por 5 milhões de reais junto ao Palmeiras em janeiro de 2012, salários e luvas entre 630 mil. Isso foi pago por 30 meses (mais dois 13º salários), enquanto nos últimos seis o Grêmio pagou 490 mil (Kléber foi pro Vasco da Gama, que pagou o resto). Isso deu em torno de 23,6 milhões de reais em salários.

Kléber, custou caro e rendeu muito pouco

Kléber, custou caro e rendeu muito pouco

Ele jogou 88 jogos, média de 325 mil reais por jogo 104 jogos, média de 275 mil por jogo. Marcou 23 gols, média de 1,2 mi por gol. Deu 12 assistência,s média de 2,3 milhões por passe para gol. Somando ambos e dividindo pelo custo total, daria 818 mil por gol/assistência.

Já Rafael Moura tem números menores, mas parecidos. Ele custou mais caro, 7,5 milhões de reais junto ao Fluminense. Em salários, custou 19,8 mi reais por 2,5 anos de contrato + 13º salarios e luvas.

Rafael Moura, outro custo/benefício ruim

Rafael Moura, outro custo/benefício ruim

Ele jogou 83 partidas, numa média de 240 mil reais por jogo. Marcou 25 gols, média de 800 mil por gol. Deu 7 assistências, média de 2,840 mi por passe para gol. Fazendo a mesma média de Kléber, são 621 mil por gol/assistência nestes dois anos e meio de Internacional

 

ScreenHunter_168 Dec. 30 19.04