Na vitória de 2×1 sobre o São Paulo em Rio Grande, o Internacional novamente teve problemas com uma penalidade no tempo normal. O atacante Nilmar, em jejum de gols, pediu para bater quando o jogo estava 2×0 para o Colorado. Alex, que já havia marcado de pênalti, deixou e Nilmar desperdiçou. Foi a sexta vez em oito oportunidades que o não-batedor teve a chance de fazer um gol e desperdiçou. E a terceira desde setembro. O Almanaque Esportivo relembrou outros casos e o resultado do erro.

Curiosamente essa foi a segunda vez que Nilmar bateu pênalti no tempo normal e desperdiçou. Havia errado em 2008, na derrota de 2×0 para o Cruzeiro em um jogo que o Colorado não tinha nenhum outro batedor oficial para bater.Na ocasião, o goleiro Fábio defendeu. No ano seguinte, também sem batedores oficiais em campo, Nilmar fez no empate em 3×3 contra o Juventude em Caxias, mas naquele jogo sua atuação ficou marcada por um gol antológico envolvendo um balãozinho e um chutaço de direita.

O lance mais discutido foi em 2012, quando o batedor oficial em campo era Nei mas Dátolo se atravessou, bateu e errou no decepcionante 0x0 contra o Fluminense. O curioso é que no domingo seguinte, Nei bateu  e errou também.

foto_20140919163825

ERRARAM

  • 2005 – Campeonato Gaúcho – Novo Hamburgo 2×1 Internacional – Nóia vencia por 1×0 e, com Jorge Wagner e Fernandão em campo, Rafael Sóbis pediu para bater e errar. O Inter empatou mas levou 2×1 no final.
  • 2007 – Campeonato Brasileiro – Náutico 1×1 Internacional – Inter vencia por 1×0 e Alex deixou Christian bater pois era aniversário do filho. Christian errou e o Náutico empatou na sequência
  • 2012 – Copa Libertadores – Internacional 0x0 Fluminense – Com o placar zerado, Dátolo discutiu e não deixou o batedor designado Nei chutar. Para piorar, o argentino errou.
  • 2014 – Campeonato Brasileiro – Internacional 3×0 Criciúma – Inter vencia por 3×0 e D’Alessandro deixou Rafael Moura bater o pênalti. Ele errou.
  • 2015 – Campeonato Gaúcho – Cruzeiro 0x0 Internacional – No final do jogo, D’Alessandro deixou o estreante Anderson bater o pênalti e desperdiçar.
  • 2015 – Campeonato Gaúcho – São Paulo-RS 1×2 Internacional – Com 2×0 no placar, Alex deixou Nilmar bater o pênalti e este errou.

ACERTARAM

  • 2008 – Campeonato Gaúcho – Guarany-BA 0x6 – Alex deixa Gil bater pênalti com o placar em 4×0. Ele acertou
  • 2014 – Campeonato Gaúcho – Internacional 4×1 Grêmio – Com D’Ale e Alex em campo, o batedor foi Alan Patrick, que converteu o 3º gol colorado e abrindo 3×0.