A partida Cádiz 1×3 Real Madrid pela Copa do Rei da Espanha entrou para a história do centenário clube espanhol pela infâmia. Por erro grosseiro administrativo, Denis Cheryshev foi escalado pelo técnico Rafa Benítez mesmo estando suspenso pelo 3º amarelo (obtido na temporada anterior quando era jogador do Villarreal).

Respeitando o regulamento, o Real Madrid foi eliminado hoje pela Federação Espanhola de Futebol. Cabe recurso, mas dificilmente estes serão aceitos em um caso tão claro de escalação irregular. Ciente ainda durante o jogo que Cheryshev estava suspenso, a torcida do Cádiz protagonizou a clássica “ZUERA” em cima da informação:

https://twitter.com/PeriodicoWarca/status/672452218184945665/video/1

Aliás, não foi a primeira zuera da torcida do Cádiz. Nos anos 90, rebaixados para a Terceira Divisão, os poucos torcedores presentes ao último jogo da temporada resolveram “trollar” o bandeirinha, correndo atrás dele durante todo o jogo:


 

Essa não foi a primeira vez que um gigante do futebol mundial foi eliminado de uma competição por causa de erros administrativos. Em 1996, o São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil por escalar o volante Lima, que depois teve boa passagem no futebol italiano. Ele já havia jogado pelo Nacional-AM e foi escalado contra o Internacional, o que resultou na eliminação do tricolor paulista.

STJD elimina São Paulo da Copa do Brasil 1996 - Reprodução jornal Folha de São Paulo

STJD elimina São Paulo da Copa do Brasil 1996 – Reprodução jornal Folha de São Paulo

Lima partiu para o Lecce, depois Bologna e Roma. Na imagem abaixo é visto marcando o lendário atacante italiano Alessandro Del Piero, da Juventus.

Pifo-tempos-Romasimbolo-vigor-dedicacao_ACRIMA20140614_0004_15

Volane Lima, então no São Paulo, foi protagonista de eliminação nos tribunais por escalação irregular.


 

Os casos mais escandalosos ocorreram em 2013, quando Flamengo e Portuguesa escalaram jogadores irregularmente. O lateral-esquerdo André Santos, do Flamengo, e o meia Héverton, da Portuguesa, foram escalados mesmo suspensos pelo STJD. Os dois times perderam pontos e a Portuguesa terminou rebaixada naquele Brasileirão justamente após a punição.

Héverton, pivô de escandalo em 2013, acabou sendo escalado irregularmente e rebaixando a Portuguesa

Héverton, pivô de escandalo em 2013, acabou sendo escalado irregularmente e rebaixando a Portuguesa