Em 2012, o Brasil chegou ao torneio de futebol mais uma vez buscando a inédita medalha de ouro. Na ocasião, o Brasil tinha 3 jogadores acima de 23 anos: Hulk, Marcelo e Thiago Silva. Dos Sub-23, Neymar, Alexandre Pato, Oscar eram os destaques antes dos jogos, mas Leandro Damião acabou brilhando individualmente. Neymar e Alexandre Pato foram muito mal.

Neymar lamenta erro contra o México - Medalha de Prata

Neymar lamenta erro contra o México – Medalha de Prata

O time treinado por Mano Menezes obteve a terceira medalha de prata (repetindo 1984 e 1988) e a quinta no total (com dois bronzes em 1996 e 2008). Apesar do futebol irregular, a campanha brasileira foi perfeita até a decisão: 3×2 contra o Egito, 3×1 contra Belarus, 3×0 na Nova Zelândia (todos na primeira fase), 3×2 em Honduras (quartas-de-final) e 3×0 na Coréia do Sul, garantindo vaga na final contra o México. Damião foi o artilheiro da competição com seis gols.

 

A decisão seria difícil contra os mexicanos, que haviam superado os japoneses nas semis. Na final deu tudo errado: com 29 SEGUNDOS em Wembley, o Brasil já perdia por 1×0: erro grosseiro do lateral-direito Rafael que sobrou para Oribe Peralta fazer 1×0. O gol desestabilizou completamente o Brasil e o México teve as melhores chances ao longo de quase todo o jogo. Aos 30 do segundo tempo, o mesmo Peralta ampliou o marcador. Nos acréscimos, Hulk descontou e no último lance, Oscar quase empatou, levando o jogo para a prorrogação, mas no final 2×1 para o México, medalhista de ouro pela primeira vez.

CAMPANHA

  • Brasil 3×2 Egito – primeira fase (Rafael,Leandro Damião e Neymar)
  • Brasil 3×1 Belarus – primeira fase (Pato, Neymar e Oscar)
  • Brasil 3×0 Nova Zelândia – primeira fase (Danilo, Damião e Sandro)
  • Brasil 3×2 Honduras – quartas-de-final (Damião 2x e Neymar)
  • Brasil 3×0 Coréia do Sul – semifinal (Rômulo, Damião 2x)
  • Brasil 1×2 México – final (Hulk)

    brasil_podio2_reu_95