Francesco Totti. “Il Bambino de Oro”. “Er Pupone”. “Il Gladiatore”. “Il Capitano”. A lenda italiana  completa 40 anos nesse dia 27 de setembro, ainda jogando em alto nível. Jogador de apenas duas camisas: a Seleção Italiana e, é claro, sua amada AS Roma, Totti trocou salários milionários para se tornar um ícone de um dos clubes mais populares da Itália. E uma lenda do futebol mundial.

17 aos 40 anos. Sempre na Roma

17 aos 40 anos. Sempre na Roma

“One-Man Club”, Totti chegou com 13 anos ao time da capital, inclusive sua cidade natal. Aos 16 foi levado ao elenco principal pelo lendário treinador iugoslavo Vujadin Boskov e fez seu primeiro gol como profissional aos 17 anos, no empate de 1×1 contra o Foggia. Com o treinado tcheco Zdenek Zeman se tornou titular e passou a ser peça imprescindível da equipe. São exatos 23 anos jogando no time principal da Roma. Só Javier Zanetti e Paolo Maldini, jogadores contemporâneos de Totti, tem mais jogos de Série A que o craque romanista.

Roma's Francesco Totti no início de carreira

Roma’s Francesco Totti no início de carreira

Totti conquistou pouquíssimos títulos: duas Copas da Itália em 2007 e 2008 e outras duas Supercopas Italianas (2007 e 2008) e, claro, o “scudetto” de 2001. Capitão da Roma desde os 22 anos (o mais jovem capitão da história de um time de Série A), passou de atacante para a função de “trequartista” no 3-4-1-2 da Roma de Fabio Capello, campeã italiana em 17 de junho de 2001 pela última vez. Era um time que tinha o sangue brasileiro de Cafú, Aldair, Antônio Carlos e Émerson, o talento argentino de Walter Samuel e Gabriel Batistuta e a fúria ofensiva italiana de Delvecchio e Montella, a solidez francesa de Candela e Zebina. Mas tinha um gênio. E esse gênio se chama Francesco Totti.

Totti comemorando o gol do titulo de 2001 contra o Parma

Totti comemorando o gol do titulo de 2001 contra o Parma

Os lances mais bonitos desses mais de vinte anos brilhando na Roma:

Na Roma, se manteve em um time que se especializou em vice-campeonatos: 8 ao todo, sendo sete desde 2004. Teve sérios atritos com Claudio Ranieri no início da década atual e também com Luciano Spaletti nessa segunda passagem pela Roma (a atual). Mas é adorado pelos romanos e, mesmo com dificuldades físicas e lentidão, parece estar ainda melhor tecnicamente do que no passado, com passes magistrais e uma visão de jogo simplesmente soberba aos 40 anos. Decidiu diversos jogos para a Roma no final da temporada passada e no início da atual.

AS Roma's Francesco Totti celebrates after scoring the 3-0 goal during the Italian Serie A soccer match between AS Roma and Chievo Verona at the Olimpico stadium in Rome, Italy, 18 October 2014. ANSA/ETTORE FERRARI

AS Roma’s Francesco Totti celebrates after scoring the 3-0 goal during the Italian Serie A soccer match between AS Roma and Chievo Verona at the Olimpico stadium in Rome, Italy, 18 October 2014. ANSA/ETTORE FERRARI

Vídeos do gênio especialmente na última temporada:

Na “Azzurra” sua não-convocação para a Copa de 1998 já causou polêmica. Convocado logo a seguir, se tornou peça fundamental do time entre 1998 e 2006. Em 2000 foi o melhor jogador da Itália vice-campeã e eleito o melhor em campo na decisão contra a França (a Itália vencia por 1×0, levou empate faltando 10 segundos e perdeu no “gol de ouro”).

Em 2002, na Copa do Mundo, no auge físico e técnico, Totti surpreendentemente foi mal na Copa, perdendo mitos gols. Mas foi uma das vítimas de um dos maiores roubos de arbitragem da história dos Mundiais: Coréia do Sul 2×1 Itália nas oitavas de final, quando a Itália foi roubada em praticamente todos os lances duvidosos da partida (e a Espanha também, na fase seguinte). Vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=70YBjA0bLFM. Já em 2004, na Eurocopa de Portugal, não foi bem, assim como a Itália

Com uma gravíssima lesão no tornozelo, Totti foi dúvida para a Copa de 2006, mas o treinador Marcelo Lippi apostou em seu talento. Fez 1 gol e quatro assistências e foi eleito para a seleção do torneio, se sagrando campeão mundial. Foi sua despedida, com 58 jogos e 9 gols. Campeão do mundo e participando de lances decisivos ao longo de toda a trajetória.

Totti admirando a taça do Mundial de 2006

Totti admirando a taça do Mundial de 2006

 

VEJA TAMBÉM

10 melhores gols de Totti:

Todos os gols de Totti no clássico contra a Lazio: