Na goleada de 3×0 sobre o Sampaio Corrêa nesta quarta-feira pela terceira fase da Copa do Brasil, o ponto alto da noite foi o golaço de falta de Andrés D’Alessandro que fechou o placar no Beira-Rio. Depois do Almanaque Esportivo cornetear na terça-feira o fato de quase dois anos sem gols de falta, o time colorado resolveu acabar com o jejum de 627 dias sem gols e em alto estilo.

D'Ale fez seu 11º gol de falta pelo colorado - Foto: Site Oficial Internacional

D’Ale fez seu 11º gol de falta pelo colorado – Foto: Site Oficial Internacional

Esse foi o 78º gol de D’Ale pelo Inter, que superou Fernandão na lista dos grandes artilheiros da história colorada. Também vale ressaltar que esse foi o 11º gol de falta do meia argentino desde sua chegada ao Internacional, em 349 jogos. São ainda 82 assistências do ícone das conquistas de 2008 da Sul-Americana e 2010 da Libertadores.

Com exclusividade, o Almanaque publica agora todos os gols de D’Ale cobrando falta:

RAIO-X

  • Tempo dos gols: sete no primeiro tempo, quatro no segundo
  • Localização dos gols: 1 falta ao lado da área, oito frontais do lado direito, duas do lado esquerdo
  • Competição dos gols: cinco no Brasileiro, dois no Gauchão, dois na Copa do Brasil, um na Copa Sul-Americana, um em amistoso
  • Resultado das partidas: dez vitórias, um empate
  • Impacto dos gols: três gols da vitória (duas vezes 1×0 e um 2×1), quatro gols de abertura do placar, seis gols de desempate e um gol de empate.
    1. 19/11/2008 Sul-Americana – Internacional 4 x 0 Chivas
      O primeiro gol de falta veio em um dia de tristeza para os colorados: a classificação para a final da Sul-Americana ocorreu no dia da morte do ex-presidente Arthur Dallegrave. Foi o segundo na goleada sobre o time mexicano, e o segundo dele na partida:
    2. 08/02/2009 Gauchão – Grêmio 1×2 Internacional
      O primeiro gol de falta de D’Ale foi logo no início do clássico em Erechim, marcado por um gol épico de Nilmar num contra-ataque fenomenal com Taison. D’Ale cobrou uma falta, William Magrão atrapalhou Victor e a bola entrou. Foi o segundo gol de D’Ale em clássicos, mas o único de falta:
    3. 06/05/2009 Copa do Brasil – Internacional 2×0 Náutico
      Depois de golear o Náutico em Recife, o jogo de volta foi apenas para cumprir tabela. Ainda assim, D’Ale fez o segundo na vitória fácil no Beira-Rio:
    4. 07/10/2009 Campeonato Brasileiro – Internacional 3 x 1 Náutico
      Náutico gostou tanto de levar gols de falta de D’Ale que repetiu a dose no final do ano, pelo Brasileiro. Quase um repeteco, mesmo gol e lado do campo:
    5. 16/10/2011 Campeonato Brasileiro – Internacional 4 x 2 Avai
      Nesse jogo duríssimo, no qual o Inter perdia por 2×1 aos 32 do segundo tempo e virou para 4×2, D’Ale fez o 1º gol de falta. Inclusive o quarto gol, marcado por Nei, também foi de falta. D’Ale teve uma atuação espetacular com dois gols e uma assistência:
    6. 06/06/2012 Campeonato Brasileiro – Internacional 1 x 0 São Paulo
      O placar magro no jogo de 2012 foi obtido com uma bela cobrança de D’Ale de seu canto preferido, lado direito de ataque a média distância:

  1. 21/03/2013 Gauchão – Internacional 2 x 1 São Luiz
    Assim como no gol 6, essa vitória só ocorreu graças ao gol de falta de D’Ale:

  2. 04/09/2013 Campeonato Brasileiro – Internacional 1 x 0 Corinthians
    Inter vinha de uma sequência horrível de empates e um golaço de falta de D’Alessandro decidiu o confronto em Novo Hamburgo, quase sem ângulo:


  3. 12/09/2013 Campeonato Brasileiro – Internacional 2 x 2 Vitória
    Com o time em crise, D’Ale resolvia a maioria dos jogos no Brasileiro. Nesse jogo fez os dois gols, o primeiro em uma cobrança de falta:


  4. 06/04/2014 Amistoso – Internacional 2 x 1 Peñarol-URU
    O primeiro gol no Beira-Rio reformado para a Copa do Mundo foi do maestro. E não foi um gol comum, uma pintura de gol em seu lado característico:
  5. 15/03/2017 Copa do Brasil – Internacional 3 x 0 Sampaio Correia
    O gol anterior, separado por quase 3 anos, era o mais bonito de todos na opinião do blogueiro. Porém o gol desta semana superou em beleza, contando ainda com o desvio na cabeça do zagueiro do Sampaio para ficar ainda mais bonito: