O argentino Hernán Barcos, ex-jogador do Grêmio e do Palmeiras, marcou em uma cobrança inusitada de penalidade no futebol equatoriano. Atualmente na LDU, seu time vencia o Fuerza Amarilla em casa por 2×1 quando o árbitro marcou uma penalidade para a LDU. Shérman Cárdenas, ex-Atlético-MG e Vitória, foi para a cobrança e rolou para o lado, deixando Barcos livre para bater para o gol, ele que já havia feito o segundo gol da partida. Vejam o vídeo:

 

 

Em 1982 tivemos o primeiro registro de uma cobrança assim. O Ajax vencia o Helmond Sport pelo Campeonato Holandês quando a lenda Johan Crujff, já em final de carreira, bateu para o lado encontrando o craque dinamarquês Jesper Olsen, recebeu de volta e finalizou para as redes:

 

Nem sempre isso dá certo… Em 2005, o Arsenal venceu o Manchester City por 1×0 com um gol de Robert Pires, cobrando penalidade. Porém no mesmo jogo, Pires tentou emular a jogada de Crujff e deu errado: tocou tão fraco na bola que ela mal rolou.

Seu compatriota Thierry Henry igualmente não conseguiu tocar na bola, dando tempo para o francês Sylvain Distin isolar o perigo, antes do árbitro Mike Riley parar a jogada por ter achado que Pires tocou na bola duas vezes (não tocou):

 

VEJA TAMBÉM

Messi e Suárez convertem “pênalti indireto”: confira erros e acertos nessas cobranças especiais