O ano de 2018 termina com títulos relevantes para quatro times brasileiros: Palmeiras campeão do Brasileirão, Cruzeiro bicampeão consecutivo da Copa do Brasil, Athletico Paranaense da Copa Sul-Americana e Grêmio da Recopa Sul-Americana. O único título internacional não vencido por uma equipe brazuca foi o mais importante: a Libertadores.

Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras e Athletico Paranaense, os campeões de 2018

Sendo assim, o Botafogo segue como o time integrante do G13 (ler nota abaixo) a mais tempo sem uma conquista relevante. Sua última volta olímpica significativa (ou seja, nada de Estaduais) foi o longínquo Brasileirão de 1995. Ele é seguido de longe pelo Vasco e pelo Internacional, que em poucos meses de diferença no ano de 2011, tiveram seus últimos titulos importantes: a Copa do Brasil e a Recopa Sul-Americana, respectivamente.

 

Últimas conquistas relevantes – Arquivo Pessoal

Em títulos nacionais, o primeiro colocado é o Internacional, que não vence nada desde a Copa do Brasil de 26 anos atrás, em 1992. O volume é ainda mais significativo pois apenas os menos significativos Guarani (Brasileirão 1978), Coritiba (Brasileirão 1985), Bahia (Brasileirão 1988) e Criciúma (Copa do Brasil 1991)  estão há mais tempo sem um título nacional.

Últimas conquistas relevantes: titulos nacionais – Arquivo Pessoal

Já em títulos internacionais, o Fluminense ainda não conquistou nada, então está em primeiro lugar. Ele é seguido pelo Botafogo, Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo e Vasco da Gama neste critério de análise. Todos estes estão há quase 20 anos sem conquistas fora do país. Inter, São Paulo, Corinthians, Atlético-MG, Grêmio e Athletico Paranaense tem triunfos nesta década.

Últimas conquistas relevantes: titulos internacionais- Arquivo Pessoal

Últimas conquistas relevantes: titulos internacionais- Arquivo Pessoal

Por uma questão de justiça, o Almanaque Esportivo passa a considerar o Athletico Paranaense como o 13º integrante do bloco dos grandes clubes brasileiros. Era necessário, na concepção deste site, uma conquista complementar e competições relevantes consecutivas do time paranaense para sair do “one season wonder” de 2001, na qual seu rival Coritiba (1985) e ainda o Guarani-SP (1978) estão inseridos. Isso ocorreu com o título da semana passada com o título da Sul-Americana, pois as campanhas relevantes continuaram ocorrendo na última década. E o Botafogo se continuar por mais uma década de suprema mediocridade, sem resultados nem destaque, corre risco de sair deste levantamento.

Algumas curiosidades sobre esse levantamento:

  • O Fluminense é o único do G13 (Grêmio, Internacional, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Vasco da Gama, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Atlético-MG, Cruzeiro) que nunca venceu um título internacional.
  • Exceto o Tricolor carioca, o maior jejum internacional é do Botafogo, que venceu a Copa CONMEBOL em 1993 no Maracanã
  • Seis das últimas conquistas internacionais são da Recopa: Inter, Santos, Atlético-MG, Cruzeiro, Corinthians e Grêmio.
  • Nas competições nacionais, Vasco, Inter, Santos, Flamengo, Atlético-MG, Cruzeiro e Grêmio ganharam a Copa do Brasil em seu último triunfo.
  • Copa CONMEBOL e Copa Mercosul são competições já extintas no calendário sul-americano.

LEIA TAMBÉM

“É CAMPEÃO!”: Com o Tri, Grêmio encerra jejum internacional – Confira ranking completo!

 

“É CAMPEÃO!”: Grêmio encerra jejum e deixa Inter em terceiro lugar no ranking sem conquistas